Programa Tem Saída é apresentado no Conselho Estadual de Desenvolvimento Econômico e Social

Programa Tem Saída é apresentado no Conselho Estadual de Desenvolvimento Econômico e Social

Por Assessoria | Edição do dia 22 de outubro de 2020
Categoria: Notícias | Tags: ,,


Foto: Reprodução

A Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Alagoas (OAB-AL), por meio da Comissão Especial da Mulher (CEM) e da Comissão dos Direitos Humanos (CDH), participou nessa terça-feira (20), da sessão do Conselho Estadual de Desenvolvimento Econômico e Social (Conedes), onde apresentou o programa Tem Saída, que visa dar autonomia financeira para mulheres vítimas de violência em Alagoas.

De acordo com a presidente da CEM, Caroline Leahy, o programa foi bastante elogiado pelos conselheiros e foi firmado um compromisso para que as grandes empresas instaladas em Alagoas aderissem ao programa.

“A OAB Alagoas foi bastante elogiada pela iniciativa e tivemos o compromisso firmado de que as grandes empresas e indústrias instaladas em Alagoas de aderirem ao programa. Grandes avanços foram conquistados”, explicou.

As advogadas Mylla Bispo e Gabriela lamenha foram representando as comissões Especial da Mulher (CEM) e dos Direitos Humanos (CDH) respectivamente.

O Tem Saída é uma iniciativa da Ordem que tem como objetivo proporcionar independência financeira e possibilitar que as vítimas deixem de morar com o agressor, se assim desejarem. Ele foi desenvolvido pela promotora do Ministério Público de São Paulo e foi implantado em Alagoas em dezembro de 2019.

Para o presidente da OAB Alagoas, Nivaldo Barbosa Jr., com o apoio do Conedes, a expectativa é que o Programa amplie o número de empresas parceiras que acolham essas mulheres, dando a autonomia financeira para elas.

“Nossa expectativa é que consigamos mais empresas parceiras e que mais mulheres sejam beneficiadas com o Programa. É preciso dar autonomia para elas, para que possam seguir suas vidas longe dos seus agressores”, concluiu.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados