Profissionais da Educação participam de oficina sobre o cuidado com a saúde do adolescente

Ação faz parte de formação de psicólogos, assistentes sociais e pedagogos para o Programa Dignidade Menstrual

Profissionais da Educação participam de oficina sobre o cuidado com a saúde do adolescente

Ação faz parte de formação de psicólogos, assistentes sociais e pedagogos para o Programa Dignidade Menstrual

Por Assessoria | Edição do dia 3 de maio de 2022
Categoria: Educação, Maceió, Ultimas Notícias


Psicólogos, assistentes sociais e pedagogos do 6 ao 9º ano da rede municipal de ensino participaram da oficina “O adolescente e o cuidado com a saúde: a caderneta do adolescente como ferramenta de promoção em saúde”, nesta terça-feira (3), no auditório Paulo Freire, na Secretaria Municipal de Educação (Semed).

A iniciativa, promovida pela Coordenadoria Geral de Programas e Projetos Educacionais, proporcionou momentos de reflexão sobre as principais questões referentes ao adolescente, além de esclarecer sobre a importância da caderneta enquanto ferramenta de promoção em saúde e prevenção de doenças.

A oficina realizada no auditório da Semed foi ministrada por Tereza Carvalho, coordenadora do Programa de Atenção à Saúde Integral do Adolescente da Secretaria Municipal de Saúde. Ao longo da manhã desta terça, os profissionais presentes participaram de dinâmicas e de apresentações de dados referentes à assistência à saúde dos adolescentes em Maceió de 2016 a 2020. Os números acendem um alerta principalmente para a violência interpessoal, como automutilação, violência doméstica, entre outras.

Discussões levantadas e aprofundadas na oficina serão levadas pelos profissionais para as alunas da rede municipal. Foto: Julita Bittencourt / Ascom Semed
Discussões levantadas e aprofundadas na oficina serão levadas pelos profissionais para as alunas da rede municipal. Foto: Julita Bittencourt / Ascom Semed

Essas discussões levantadas e aprofundadas na oficina serão levadas pelos profissionais para as alunas da rede municipal. Isso porque a iniciativa está ligada ao programa Dignidade Menstrual, lançado em março deste ano pelo Prefeito JHC, que não só distribui gratuitamente absorventes higiênicos para as estudantes de 10 a 50 anos, mas busca conscientizar e empoderar essas alunas.

Rita Pimentel é professora e faz parte do Programa Cidadania e Justiça na Escola, parceria do Tribunal de Justiça com a Semed, que administra os conflitos entre alunos e a comunidade. A pedagoga falou da importância dessa oficina.

Rita Pimentel é professora e falou da importância da oficina. Foto: Julita Bittencourt / Ascom Semed
Rita Pimentel é professora e falou da importância da oficina. Foto: Julita Bittencourt / Ascom Semed

”Essa oficina só vai acrescentar em nosso trabalho, primeiro porque está usando a mesma linguagem em que estou ambientada. E a partir do momento em que trocamos experiências, nós percebemos que as instituições são diferentes mas que falam a mesma língua”, enfatizou.

A Caderneta de Saúde do Adolescente é uma importante ferramenta de comunicação, vigilância e prevenção à saúde. Contempla a faixa etária de 10 a 19 anos, em duas versões: a masculina e a feminina. Foi criada em 2008, pelo Ministério da Saúde, com a participação de diversos profissionais de todo o Brasil, para que pudessem orientar profissionais que trabalham com esse segmento populacional, famílias e os próprios adolescentes sobre as principais questões pertinentes à adolescência.

Tereza Carvalho falou sobre os temas que serão discutidos com as alunas ao longo da formação.

“Nas oficinas abordaremos sobre os estigmas e preconceitos relacionados à adolescência, sobre a importância da caderneta de saúde do adolescente como instrumento de promoção em saúde e as estratégias para ser utilizada nas escolas e a sensibilização dos pais quanto ao seu uso, bem como sobre os dados epidemiológicos referentes à situação da assistência à saúde do adolescente”, disse a coordenadora do Programa de Atenção à Saúde Integral do Adolescente.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados