Profissionais da educação básica de Maceió começam a ser vacinados

Imunização de professores, merendeiras, auxiliares e outros profissionais da área acende esperança por retorno à sala de aula

Profissionais da educação básica de Maceió começam a ser vacinados

Imunização de professores, merendeiras, auxiliares e outros profissionais da área acende esperança por retorno à sala de aula

Por Redação com Assessoria | Edição do dia 12 de maio de 2021
Categoria: Maceió, Saúde


Em visita ao drive-thru de vacinação no Jaraguá, nesta quarta-feira (12), o secretário municipal de Educação, Elder Maia, conversou com os primeiros profissionais da educação básica que foram imunizados contra a covid-19. Eles chegaram cedo na fila e compartilharam palavras de esperança após mais de um ano longe das salas de aula.

A imunização da categoria começou a partir dos 55 anos de idade, faixa que deve ser reduzida nos próximos dias até cobrir todos os profissionais da área.

“A vacinação é absolutamente imprescindível, um instrumento prioritário nesse momento para permitir que os professores, as merendeiras, os auxiliares de sala e todos os envolvidos no processo educacional voltem o quanto antes para as escolas para atender aos nossos estudantes, que hoje estão na casa dos 50 mil matriculados”, afirmou o secretário Elder Maia.

Uma das primeiras na fila, a professora Regina Correia, destacou que a ansiedade pela vacinação era grande. “Por mais que a gente se esforce, faça o nosso melhor, não é a mesma coisa. Não vejo a hora de voltar a ver os alunos chegando na escola e tudo voltar ao normal. A ansiedade é grande pelo nosso retorno, e agora com a vacina a esperança fica ainda maior”, conta a educadora, pouco depois de receber a primeira dose.

Simone Costa trabalha no setor administrativo da Escola Professora Guiomar de Almeida Peixoto, e comemorou a imunização. “É uma alegria. Chegou o meu dia, graças a Deus!”. Com saudades dos alunos, ela espera que o dia de seu retorno às salas de aula esteja mais próximo.

Para se vacinar, os profissionais da educação acima de 55 anos devem comparecer a um dos oito pontos de vacinação espalhados pela Capital portando documento com foto, um comprovante de residência com cópia e o contracheque do último mês. Uma declaração de vínculo da instituição de ensino também pode ser emitida.

A Semed possui atualmente 5.380 servidores em toda rede de Educação.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados