Professores acionam Ministério Público do Trabalho contra redução de salários

Os docentes realizaram manifestação às 8h, em frente ao MPT, e em seguida terão audiência de conciliação entre o Sinpro-AL e a Uninassau

Professores acionam Ministério Público do Trabalho contra redução de salários

Os docentes realizaram manifestação às 8h, em frente ao MPT, e em seguida terão audiência de conciliação entre o Sinpro-AL e a Uninassau

Por Redação com assessoria | Edição do dia 4 de novembro de 2020
Categoria: Maceió, Notícias | Tags: ,,,,


Foto: Reprodução

Um grupo de professores, ligado ao Movimento Luta de Classes, realizam na manhã desta quarta-feira, 4, uma manifestação diante do Ministério Público do Trabalho (MPT) para denunciar a redução salarial imposta à categoria pelas faculdades privadas.

Os docentes denunciam que foram obrigados a assinar um termo concordando com a redução de carga-horária e, consequentemente, com sua redução salarial. E mesmo quem não concordou e não assinou teve seu salário reduzido.

Após a manifestação, o MPT mediará uma audiência de conciliação entre Sindicato dos Professores de Alagoas (Sinpro-AL) e a Uninassau. A mediação do Ministério Público tem como pauta o termo aditivo que impõe aos professores a cessão de seus direitos autorais e responsabilidade pela estrutura para lecionar remotamente.

Outras questões, como a redução salarial, desvio de função, férias coletivas e não pagamento de horas trabalhadas em atividades extraclasse também devem entrar na pauta da reunião. Segundo a diretora do Sinpro e uma das organizadoras do ato, Mona Spinassé, essa realidade está sendo comum em diversas faculdades.

“Não são poucas as reclamações dos docentes das faculdades privadas de Alagoas e nós vamos lutar pelos direitos dos professores. Não aceitaremos mais calados tantas injustiças”, disse a professora.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados