Professora da rede municipal de Maceió disputa prêmio; Saiba como votar

A votação para eleger o vencedor é popular e pode ser realizada até o dia 20 de Fevereiro

Professora da rede municipal de Maceió disputa prêmio; Saiba como votar

A votação para eleger o vencedor é popular e pode ser realizada até o dia 20 de Fevereiro

Por | Edição do dia 10 de janeiro de 2020
Categoria: Ultimas Notícias | Tags: ,


WhatsApp-Image-2019-12-20-at-13.15.45

Professora já levou equipe da sala de aula para São Paulo, concorrendo na etapa nacional da Olimpíada de Raciocínio Mind Lab. Foto: Divulgação

A professora Jaciana Costa, docente da escola municipal Selma Bandeira, localizada no bairro Benedito Bentes, é uma das candidatas no prêmio Mind Lab Inspira, iniciativa que procura estimular inovações no método educacional adotado por professores de todo o mundo. O vencedor do concurso será presenteado com uma viagem ao Beach Park, em Fortaleza. A votação para eleger o vencedor é popular e pode ser realizada até o dia 20 de Fevereiro.

O concurso propõe que cada professor relate a experiência de trabalhar em sala de aula utilizando  a metodologia do Mind Lab. Jaciana leciona Matemática e é a única alagoana na disputa.

Até o momento a educadora possui apenas 128 curtidas em seu vídeo, sendo a última colocada na competição, enquanto o material mais votado até o momento possui 5622, e é de uma escola em São sebastião, localizada em  São Paulo.

Para votar no material produzido pela professora Jaciana Costa, basta acessar o link e clicar no coração localizado abaixo do vídeo com o nome da professora. Também é possível compartilhar o link através do Facebook ou Whatsapp. Para validar o voto, será necessário fornecer dados pessoais.

Mind Lab

O Programa Mind Lab – MenteInovadora foi adotado pela Rede Municipal de Maceió em 2014, incorporando jogos de lógica nas atividades dos alunos de ensino fundamental. Os professores de matemática devem trabalhar uma vez por semana com as ferramentas do programa. A metodologia Mind Lab tem como objetivo estimular as habilidades cognitivas, sociais, emocionais e éticas, impactando todos os alunos.

“A gente tem notado que os jogos têm sido um recurso muito precioso para trabalhar também com os alunos que possuem algum tipo de deficiência. Às vezes, a gente pensa que o aluno especial não vai conseguir desenvolver algum raciocínio, mas com os jogos a gente percebe ele consegue memorizar regras, estratégias e isso contribui para o desenvolvimento do raciocínio”, declarou Jaciana.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados