Produtos da Economia Solidária são opções de compra para o Dia das Mães

Itens artesanais dão sentido especial para homenagem às mães na data

Produtos da Economia Solidária são opções de compra para o Dia das Mães

Itens artesanais dão sentido especial para homenagem às mães na data

Por Assessoria | Edição do dia 26 de abril de 2022
Categoria: Maceió, Ultimas Notícias | Tags: ,,,


Para quem ainda está em dúvida sobre o presente para o Dia das Mães, a dica é aproveitar os pontos da Economia Solidária localizados nos Shoppings Pátio, na parte alta da cidade, e Maceió, na parte baixa da capital.

Entre os produtos é possível encontrar: brincos, colares, mandalas, biscuit, caixas decoradas, bolsas, chaveiros, pinturas em pedras e quadros, diversas produções em filé, ponto cruz, crochê, fuxico, renda renascença, bordado tramas experimentais em tela e muito mais.

A artesã Suzana Pereira, do Grupo Belas Artes, explica que, além dos estandes com produtos, é possível fazer agendamento e solicitação de itens artesanais. “Tem muita procura por necessaire, porta moeda, bolsas, acessórios. Para o dia das mães, que tal uma blusa de crochê feita pelas mãos de um artesão? Ou uma almofada. Algo que tenha representação para sua mãe. Venham ou podem encomendar, que a gente faz com o maior amor”, ressalta Suzana, que há 10 anos é artesã.

Artesãs Fátima (Grupo do Abelinhas) e Suzana (grupo Belas Artes) estão no Maceió Shopping nesta semana. Foto: João Ferro/Ascom Semtabes
Artesãs Fátima (Grupo do Abelinhas) e Suzana (grupo Belas Artes) estão no Maceió Shopping nesta semana. Foto: João Ferro/Ascom Semtabes

Ao todo, são 20 grupos cadastrados na Secretaria Municipal do Trabalho, Abastecimento e Economia Solidária (Solidária), que comercializam os itens nos dois pontos fixos disponibilizados pela Prefeitura de Maceió.

“A gente chama a população para aproveitar os pontos da Economia Solidária em dois centros comerciais importantes da cidade para realizar a compra do presente do Dia das Mães. São mulheres, guerreiras, mães que produzem com qualidade, materiais feitos à mão e que comercializam num preço justo”, afirma o diretor de Economia Solidária da Semtabes, David Tavares.

O funcionamento dos dois pontos de comercialização segue o horário dos centros comerciais.

 

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados