Procura-se Yasmin: menina de 7 anos está desaparecida há um mês

Procura-se Yasmin: menina de 7 anos está desaparecida há um mês

Por | Edição do dia 11 de julho de 2016
Categoria: Alagoas, Blog, Notícias | Tags: ,,,,,


Foto: Cacá Santiago

Luciana, mãe de Yasmin, pede apoio da população (foto: Cacá Santiago

A casa da família Rodrigues de Araújo no bairro Cidade Universitária está vazia há um mês. A dinâmica entre pais e filhos não é mais a mesma. A alegria deu lugar a um vazio. O motivo é o desaparecimento da pequena Yasmin Rodrigues de Araújo, de apenas 7 anos, que sumiu da porta de casa, na tarde do dia 7 de junho. Em estabelecimentos comerciais pela parte alta da cidade, na porta de delegacias e no Conselho Tutelar a imagem da menina, com um sorriso doce, segue com a palavra: DESAPARECIDA.

Segundo a família de Yasmin, a brincadeira na porta de casa junto com irmãos e outras crianças na vizinhança era rotineira. A rua onde fica a casa da família, no Conjunto Otacílio Holanda, fica por trás do complexo de presídios de Maceió. O local seria calmo até o episódio do desaparecimento da pequena.

“Todas as tardes eles pediam para ir à porta brincar com os amiguinhos. Nunca vi problema. E naquele dia a rua estava movimentada, havia muitas crianças. Deixei a Yasmin e os outros irmãos brincando, quanto fazia a janta. Por volta das 18h30 pedi que minha filha mais velha fosse chamá-los e ela não a encontrou”, revela a mãe de Yasmin, Luciana Rodrigues.

Segundo caso na família

Yasmin é a segunda pessoa da família a desaparecer de forma misteriosa. De acordo com Luciana Rodrigues, há seis anos o filho de sua irmã, Yuri Salustiano, de 12 anos, não é mais visto por sua família. O garoto desapareceu numa das ruas próximas à casa de Luciana, no Conjunto Otacílio Holanda.

Para a tia, o sobrinho está morto. Apesar da coincidência, Luciana não acredita que os casos de Yasmin e Yuri tenham ligação.

Informações

Quem tiver informações sobre Yasmin Rodrigues pode repassar para o Disque Denúncia da Polícia Civil, através do 181, ou pelo telefone da Delegacia no 3315-9941. O anonimato é garantido. Além disso informações também podem ser dadas diretamente ao Conselho Tutelar, pelos telefones 9 8882-8133 e 9 8882-8151. E ainda pelo contato da família, no telefone 9 8889-7424.

Leia mais na versão impressa do O DIA ALAGOAS.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados