Procon recebe mais de 200 reclamações contra empresas de seguros

As reclamações vão de má prestação de serviços, até a realização de contratos fantasmas

Procon recebe mais de 200 reclamações contra empresas de seguros

As reclamações vão de má prestação de serviços, até a realização de contratos fantasmas

Por | Edição do dia 26 de outubro de 2018
Categoria: Alagoas, Notícias | Tags: ,,,


procon-fiscalização

Entre 2017 e 2018, o Instituto de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon Alagoas) recebeu 206 reclamações referentes a inadimplência na prestação de serviços de empresas seguradoras. São diversas as categorias em relação aos seguros reclamados, entre elas estão: seguros de aparelho celular, eletrodomésticos, seguros imobiliários, seguros de automóveis, de consórcios, cartões de crédito, seguros pessoais, seguros ofertados por bancos e por empresas de telefonia.

As reclamações feitas ao Procon vão de má prestação do serviço, falta de informações e o não cumprimento do contrato, até a realização de contratos fantasmas feitos em nome dos consumidores.

O artigo 14 do Código de Defesa do Consumidor (CDC) responsabiliza o fornecedor pela reparação dos danos causados aos consumidores por defeitos relativos à prestação dos serviços, bem como por informações insuficientes ou inadequadas sobre sua fruição e riscos.

Nessas situações, após o consumidor registrar uma reclamação, o Procon atua como um conciliador entre o consumidor e a empresa, instaurando um processo administrativo no qual será realizado audiência, momento este que oportuniza o fornecedor apresentar explicações ou proposta de acordo. Caso contrário, o processo será analisado pelo instituto para aplicação de sanção administrativa pelo descumprimento da lei.

O Procon Alagoas informa que os consumidores que tiverem seus direitos violados em face das empresas de seguro, podem registrar uma reclamação no site do instituto ou entrar em contato por meio dos número 151 ou 98889-6619 (whatsapp).

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados