Procon Alagoas realiza pesquisa de preços para Black Friday

O objetivo do levantamento é que os consumidores alagoanos saibam dos valores com antecedência para que possam comparar com os da promoção

Procon Alagoas realiza pesquisa de preços para Black Friday

O objetivo do levantamento é que os consumidores alagoanos saibam dos valores com antecedência para que possam comparar com os da promoção

Por Redação com assessoria | Edição do dia 16 de novembro de 2021
Categoria: Alagoas | Tags: ,,,


A Black Friday, que acontece no dia 26 de novembro, está se aproximando. Por causa disso, o Instituto de Proteção e Defesa do Consumidor de Alagoas (Procon/AL) realizou uma pesquisa de preços, entre os dias 10 e 12 deste mês, nas principais lojas e shoppings de Maceió para mostrar aos consumidores os valores de alguns produtos que estão sempre nas listas dos mais procurados.

Procon realiza pesquisa de preços para a Black Friday. (Rovena Rosa/Agência Brasil)

Os produtos variam de R$69,00 a R$6.999,00 e vão desde mobília, como sofás, racks e móveis para cozinha, até eletrônicos como celulares, tablets e relógios.

Desde que chegou ao país, em 2010, a Black Friday caiu no gosto dos brasileiros, atraídos pelas promoções. A data, que marca o início do período de compras para as comemorações de Natal e Réveillon, gera grandes expectativas, tanto por parte dos consumidores, quanto dos comerciantes.

Mas é preciso ficar atento, já que é comum que nesta época onde o mercado mais aquece, alguns estabelecimentos se aproveitam da boa-fé dos consumidores para aplicar golpes, como falsas promoções.

“Os consumidores alagoanos devem pesquisar desde já os preços dos produtos ou serviços desejados, verificar a política de troca da loja, seja ela física ou virtual. Caso o direito de troca não seja acertado previamente com o fornecedor, o consumidor deve exigir o registro por escrito, na etiqueta ou em nota fiscal”, diz o Coordenador de Fiscalização, João Lessa.

Já nas compras pela internet, o contrato deve ser disponibilizado antes de finalizar a transação e o consumidor deve imprimir e guardar em seu computador os dados referentes à compra.

Segundo o Diretor do Procon-AL, Daniel Sampaio, é muito importante que os consumidores tenham acesso a essas pesquisas, pois ajuda a prevenir fraudes e leva informação acerca de melhores preços para essas pessoas que muitas vezes esperam o ano todo por uma melhor oportunidade.

O Procon-AL dispõe de canais para atender a população alagoana, receber reclamações e realizar denúncias. Caso haja alguma ocorrência, o consumidor pode entrar em contato através de ligações ao 151, mensagens ao WhatsApp (82) 98876-8297 e de forma presencial, mediante agendamento, através do site agendamento.seplag.al.gov.br.

A pesquisa de preços pode ser conferida na íntegra aqui.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados