PRF prende duas pessoas durante fiscalizações no interior de Alagoas

Um caso foi de um motorista inabilitado que sofreu um acidente na BR 101 e o outro foi um passageiro de ônibus que estava embriagado e causando transtornos aos viajantes

PRF prende duas pessoas durante fiscalizações no interior de Alagoas

Um caso foi de um motorista inabilitado que sofreu um acidente na BR 101 e o outro foi um passageiro de ônibus que estava embriagado e causando transtornos aos viajantes

Por Assessoria | Edição do dia 30 de abril de 2021
Categoria: Alagoas, Polícia | Tags: ,,


A Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu duas pessoas nesta quinta-feira (29). Os casos aconteceram, com cerca de quatro horas de diferença, nas BRs 104 e 101, localizadas em União dos Palmares e São Miguel dos Campos, respectivamente.

O primeiro aconteceu por volta das 14 horas quando um ônibus Mercedes MPolo, que seguia viagem do Recife/PE com destino a São Paulo/SP, parou no posto da PRF localizado no km 29 da BR 104, em União dos Palmares/AL. O motorista e dois passageiros procuraram os policiais alegando que um dos ocupantes do veículo estava bêbado e causando perturbação durante a viagem.

Segundo testemunhas, o homem estava proferindo palavras de baixo calão, urinando no corredor do ônibus e chutando as poltronas. A equipe da PRF solicitou então que o passageiro descesse do veículo e verificou a documentação do mesmo. Após isso, também foi realizado o teste de alcoolemia que retornou um resultado de 1.38 miligramas de álcool por litro de ar expelido pelos pulmões. Diante dos fatos, foi lavrado um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por apresentar-se publicamente em estado de embriaguez, gerando risco de dano.

O segundo caso aconteceu por volta das 18 horas, quando a equipe foi chamada para atender a um acidente envolvendo uma motocicleta Honda CG. Os policiais se dirigiram até o km 138,3 da BR 101, em São Miguel dos Campos, para realização dos procedimentos cabíveis. Ao chegar ao local, a equipe averiguou os documentos do motociclista e constatou que ele era inabilitado.

Questionado sobre a propriedade do veículo, o condutor, que sofreu apenas escoriações, alegou que a moto pertencia à sua mãe. A proprietária compareceu ao trecho da rodovia e confirmou a versão do filho. Ela disse ainda que tinha ciência que ele não possuía habilitação e mesmo assim o entregou a motocicleta. Perante as informações, foi lavrado um TCO pelo crime de entregar veículo automotor a pessoa não habilitada.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados