Presidentes de São Paulo e Santos serão ouvidos por CPI

Dirigentes atenderam ao convite e serão ouvidos pelos políticos na quarta-feira, informou o jornal Folha de S. Paulo.

Por | Edição do dia 5 de outubro de 2015
Categoria: Esportes


Os presidentes do São Paulo, Carlos Miguel Aidar, e do Santos, Modesto Roma Jr, serão os primeiros mandatários de clubes da Série A que prestarão depoimento à CPI do Futebol. Os dirigentes atenderam ao convite e serão ouvidos pelos políticos na quarta-feira, informou o jornal Folha de S. Paulo. Na última semana, a comissão aprovou um requerimento para que todos os presidentes das equipes da elite nacional sejam ouvidos em Brasília.

A CPI do Futebol, presidida pelo senador Romário (PSB-RJ), foi instaurada após o escândalo de corrupção na Fifa deflagrado pelo FBI (polícia federal norte-americana), em maio. O objetivo da comissão é investigar denúncias de irregularidades contra dirigentes da CBF.

Romário havia convidado inicialmente os presidentes de clubes que integram a recém-criada Liga Sul-Minas-Rio. Como não houve retorno por parte dos dirigentes, o convite foi ampliado para os mandatários das demais equipes.

Há dez dias, os políticos da CPI aprovaram a quebra dos sigilos bancário e fiscal de José Maria Marin. O ex-presidente da CBF está preso na Suíça e poderá ser extraditado em breve para os Estados Unidos. Ele negocia uma fiança milionária para responder às acusações de corrupção em prisão domiciliar.

Além dos dirigentes de clubes brasileiros, a CPI tem se proposto a colher os depoimentos de personalidades ligadas aos bastidores do futebol nacional. Os presidentes das federações do Rio de Janeiro e Minas Gerais, Rubens Lopes e Castellar Neto, respectivamente, foram ouvidos em audiência pública na terça-feira. Jornalistas também foram à comissão, incluindo o escocês Andrew Jennings. Autor de livros que serviram de base para a investigação do FBI contra a Fifa, Jennings disse aos políticos que a corrupção na entidade teve início na década de 1970, com a eleição de João Havelange para sua presidência.

Carlos Miguel Aidar, presidente do São Paulo FC, durante coletiva no estádio do Morumbi em São Paulo - 17/12/2014 - Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press

Carlos Miguel Aidar, presidente do São Paulo FC, durante coletiva no estádio do Morumbi em São Paulo – 17/12/2014 – Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados