Presidente do TJAL institui comissões de prevenção e combate ao assédio

Medida segue resolução do CNJ; comissões atuarão no Tribunal de Justiça e no 1º Grau

Presidente do TJAL institui comissões de prevenção e combate ao assédio

Medida segue resolução do CNJ; comissões atuarão no Tribunal de Justiça e no 1º Grau

Por Dicom TJAL | Edição do dia 19 de maio de 2021
Categoria: Justiça | Tags: ,


Imagem: Dicom TJAL

O presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJAL), Klever Loureiro, instituiu as comissões que atuarão na prevenção e enfrentamento ao assédio e à discriminação no âmbito do Judiciário estadual. A medida segue resolução do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

No TJAL, a comissão será formada pelos seguintes membros:

– Manoel Cavalcante (juiz indicado pela Presidência)
– Ewerton Protázio (servidor indicado pela Presidência)
– Nigel Stewart (servidor indicado pelo presidente da Comissão de Acessibilidade e Inclusão do TJAL)
– Sóstenes Alex (juiz indicado pela Associação Alagoana de Magistrados)
– Cleyson da Silva (servidor indicado pelo Sindicato dos Servidores do Judiciário de Alagoas)
– Williams de Andrade (servidor indicado pelo Sindicato dos Oficiais de Justiça)
– Andrea de Azevedo (servidora eleita em votação direta)
– Marisa Cordeiro (colaboradora terceirizada indicada pela Diretoria de Administração)
– Gabriel Costa (estagiário indicado pela Coordenação de Estágios da Escola da Magistratura)
– Suhed Acioli (representante da Ordem dos Advogados)
– Carlos Tadeu Vilanova (representante do Ministério Público)
Já a comissão que atuará no 1º Grau conta com os seguintes integrantes:
– Maysa Cesário Bezerra (juíza indicada pela Superintendência do Fórum da Capital)
– Maria Cícera Santos Pinto (servidora indicada pela Superintendência do Fórum da Capital)
– José Aluciano Martins de Souza (servidor indicado pelo Serjal)
– Larissa Augusta Santo Trindade (servidora indicada pelo Sindojus)
– Sóstenes Alex (juiz indicado pela Almagis)
– Emanuela Porangaba (juíza eleita em votação direta)
– Jennyfer Nascimento Silva (servidora eleita em votação direta lotada na Capital)
– Anderson Protázio (servidor eleito em votação direta lotado no Interior)
– Maria de Lourdes da Silva (colaboradora terceirizada indicada pela Diretoria de Administração)
– Alícia Giordana de Souza Barbosa (estagiária indicada pela Esmal)
– Paula Simony Lopes Ferreira (representante da OAB/AL)
– Carlos Tadeu Vilanova (representante do MP/AL)
O objetivo do TJAL é desenvolver ações de prevenção e combate a mecanismos, gestão e atitudes que favoreçam o assédio ou o desrespeito aos valores profissionais do serviço público. A portaria que institui as comissões foi publicada no Diário da Justiça Eletrônico desta quarta-feira (19).

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados