Presidente da Fundação Palmares é acusado na Justiça de assédio moral, discriminação e perseguição ideológica

Relatos de 16 servidores e ex-funcionários revelam uma rotina de humilhação e terror psicológico na gestão de Sérgio Camargo

Presidente da Fundação Palmares é acusado na Justiça de assédio moral, discriminação e perseguição ideológica

Relatos de 16 servidores e ex-funcionários revelam uma rotina de humilhação e terror psicológico na gestão de Sérgio Camargo

Por Fantástico | Edição do dia 30 de agosto de 2021
Categoria: Notícias, Política | Tags: ,,,,,,


Sérgio Camargo (Foto: Sérgio Lima/Poder360 06.05.2020)

“Máquina zero obrigatória para a negrada”. “Negro de esquerda é burro”. “A escravidão foi terrível, mas benéfica para os descendentes”.

Essas são frases de Sérgio Camargo, presidente da Fundação Palmares. As declarações geraram repúdio do movimento negro. Pelo teor racista, foram questionadas na Justiça e até pela Organização das Nações Unidas.

Agora, uma ação do Ministério Público do Trabalho pede o afastamento de Camargo, mas pelo que acontece dentro da fundação.

A denúncia é de assédio moral, perseguição ideológica e discriminação. Relatos de 16 servidores e ex-funcionários revelam uma rotina de humilhação e terror psicológico. A ação foi protocolada na sexta-feira (27).

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados