Prefeitura executa serviços de drenagem e esgotamento sanitário no Santa Lúcia

Mais de 30 ruas do bairro serão beneficiadas com obras de drenagem, esgotamento sanitário e pavimentação

Por Assessoria | Edição do dia 29 de maio de 2020
Categoria: Maceió, Notícias | Tags: ,,,,


O movimento de máquinas e trabalhadores da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminfra) no Santa Lúcia é reflexo do avanço das obras no bairro. São serviços de drenagem, esgotamento sanitário e pavimentação, que levarão melhores condições de vida para moradores de mais de 30 ruas, incluindo as que ficam localizadas no entorno do Aeroclube.

As obras na região já começaram a ser executadas, com serviços de drenagem, instalação da rede coletora de esgoto e aplicação de britas, processo essencial para iniciar a pavimentação.

Os serviços iniciaram na Rua Aracati, Rua Manoel de Araújo, Rua Jurema, Rua Grajaú, Rua Avenida Paraguassu, Rua Amaro Salvador, Rua José Hermes Damasceno e Rua Solimões.

Os serviços de infraestruturas no Santa Lúcia fazem parte do Revitaliza Maceió, pertencente ao Programa Nova Maceió, que leva diversas obras para os quatro cantos da capital.

Para o bairro Santa Lúcia, o Revitaliza Maceió está destinando R$ 26 milhões, que serão aplicados em saneamento, drenagem e pavimentação para 35 ruas. Mais de seis mil residências serão beneficiadas com ligações domiciliares.

Os recursos são oriundos de financiamento do Banco de Desenvolvimento da América Letina (CAF). “Ao final de tudo, todo o bairro Santa Lúcia, incluindo a região do Aeroclube, estará totalmente saneado, pavimentado e drenado, trazendo uma solução definitiva aos problemas vivenciados pelos moradores da localidade”, explica o coordenador do Revitaliza Maceió, Vitor Albuquerque.

Nova Maceió

Lançado em agosto do ano passado pela Prefeitura de Maceió, com ações coordenadas pela Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminfra), o Nova Maceió vai investir, aproximadamente, R$ 420 milhões em 400 ruas da capital.

Serão mais de 400 mil metros quadrados de pavimentação, mais de 40 mil metros de rede de drenagem pluvial e, aproximadamente, 100 mil metros de rede coletora de esgoto.

Os recursos são oriundos do Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF), Banco do Brasil, Codevasf, Governo Federal e verba própria da Prefeitura de Maceió.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados