Prefeitura desenvolve projetos para o Turismo

Por | Edição do dia 4 de outubro de 2015
Categoria: Maceió, Notícias


IMG_3428

Nativos e turistas do mundo inteiro se encantam com a cor e a temperatura do mar e com o sol que brilha durante boa parte do ano em Maceió. E para fortalecer esse potencial turístico, a Prefeitura, por meio do programa Mais Maceió e da Secretaria Municipal de Promoção do Turismo (Semptur), trabalha na construção de dois importantes projetos para o município: o Orla Marítima e o Praia Viva.

O primeiro está em fase de construção. Como o nome sugere, o Projeto Orla Marítima é voltado à valorização e qualificação desta área da cidade. O município pretende captar patrocínios, lançando um edital que vai estabelecer parcerias com a iniciativa privada selecionando empresas interessadas em cuidar de trechos da orla. “Na prática, as empresas vencedoras terão a concessão de uso de trechos delimitados. Em seus respectivos lotes, elas poderão atuar, dentro dos parâmetros estabelecidos pelo Executivo, expor sua marca e explorar esse espaço comercialmente”, explica o gestor da Semptur, Jair Galvão.

A meta, de acordo com o secretário, é apresentar o projeto, na íntegra, até outubro e lançar a licitação antes do final deste ano. Com a iniciativa, Maceió segue exemplos bem-sucedidos. O secretário é enfático: “A medida já foi adotada em outras cidades e os resultados têm sido positivos”.

O gestor também esclarece que se trata de uma medida de valorização do espaço. “É importante que a população entenda que a Prefeitura não vai privatizar a orla, pelo contrário, a meta é estabelecer uma parceria com o setor privado para se utilizar dos espaços a exemplo do que acontece em cidades como Rio de Janeiro, Salvador e Recife que, inclusive, conseguiu alavancar R$12 milhões para melhorias na orla de Boa Viagem”.

Jair Galvão deixa claro que não haverá interferência sobre os prestadores de serviço que já atuam na orla. “Os prestadores continuam como permissionários, mas haverá outros parceiros que vão deter o uso comercial de espaços para colocação de marcas, revertendo os recursos em melhorias da orla como um todo”.

Esse modelo difere de outro em vigor no município previsto na Lei nº 6.286, de dezembro de 2013, sobre o projeto Adote Uma Área Pública.  No caso da orla, por meio de licitação, acontecerá a concessão de uso e não a adoção, como já ocorre em praças e logradouros da capital mediante solicitação da empresa interessada.

No caso do Projeto Orla Marítima, cada empresa vencedora do novo certame terá o direito de explorar outras marcas comercialmente, expondo não só sua própria marca, mas também poderá vender espaços publicitários em pontos estratégicos da orla. Entretanto, esses recursos captados deverão ser revertidos em benfeitorias e assim, melhorar os espaços de infraestrutura, privilegiando academias, jardins, quadras e pistas de skate, por exemplo. 

Praia Viva

O segundo Projeto, o Praia Viva, está sendo estruturado pela Semptur. A proposta capitaneada pelo Turismo contará com atuação integrada de órgãos municipais, a exemplo das superintendências municipais de Controle do Convívio Urbano (SMCCU), Transportes e Trânsito (SMTT) e Limpeza Urbana (Slum), Secretaria Municipal de Proteção ao Meio Ambiente (Sempma), e também órgãos estaduais e iniciativa privada. Hotéis, Sebrae e Braskem são alguns dos que já manifestaram seu apoio.

“A proposta é atuar na melhoria dos serviços oferecidos aos maceioenses e turistas na faixa de areia mais especificamente. Envolve uma série de ações voltadas para os prestadores de serviço, em especial, para os ambulantes”, explica Galvão, pontuando que o Praia Viva ser voltará a quatro eixos principais a saber: Limpeza e Meio Ambiente; Qualificação, sensibilização e treinamento para prestadores de serviços turísticos; Praia Digital, que vai disponibilizar internet grátis em trechos específicos da orla marítima e, por fim, o eixo Ordenamento, com revisão e atualização de normas que disciplinam, sobretudo, a atuação dos ambulantes.

Jair Galvão - Secretário de Turismo Foto:Marco Antônio/Secom Maceió

O Praia Viva, de acordo com o secretário, será implantado de forma modular. Uma vez finalizada a implantação das medidas num ponto da orla, a metodologia será levada a outro trecho e assim sucessivamente, até atingir a extensão prevista.

Em ambos os projetos, munícipes e turistas serão beneficiados. As medidas vêm se somar a outra anunciada no início de setembro – a eliminação das chamadas línguas sujas nas praias. A drenagem das águas que chegavam até a orla já começou a ser executada. Serão implantadas 11 estações elevatórias, o que vai favorecer a balneabilidade entre Pajuçara e Jatiúca.

Os trabalhos refletem o entendimento do prefeito Rui Palmeira. “O turismo é uma cadeia muito grande, que passa pelo hoteleiro, pelo garçom, pelo taxista, pelo artesão, por muitos que dependem do turismo. E nossa meta é ter uma cidade cheia, pronta para receber o turista que, certamente, virá e voltará. É muito importante reforçar o nosso turismo, que gera renda e tantos empregos para maceioenses”, afirmou Rui, enfatizando que o momento da economia não pode ser empecilho para o desenvolvimento. “Estamos trabalhando e apostando em parcerias, afinal, os trabalhos e melhorias não podem parar”, comentou o prefeito.

Uma série de ações vem sendo trabalhadas para a área de Turismo voltadas para a alta temporada. Os projetos foram apresentados durante um café da manhã realizado no último dia 21. Confira aqui.

Fernanda Calheiros/Secom Maceió

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados