Prefeitura alerta para entupimentos de galerias com cimento

O período de chuva iniciou oficialmente na quarta-feira (15)

Prefeitura alerta para entupimentos de galerias com cimento

O período de chuva iniciou oficialmente na quarta-feira (15)

Por | Edição do dia 16 de abril de 2020
Categoria: Alagoas, Notícias | Tags: ,,,


Ascom Seminfra

Ascom Seminfra

Com a chegada do período chuvoso, equipes da Secreetaria Municipal  de Infraestrutura (Seminfra) têm ido às ruas para intensificar o trabalho preventivo de manutenção das galerias de águas pluviais, mesmo em um momento em que a sociedade precisa de distanciamento social. A medida é adotada para evitar os alagamentos quando chove e atender às demandas da população.

O período de chuva iniciou oficialmente na quarta-feira (15). E a previsão é de que o volume de água seja maior que a média. No trimestre março-abril-maio, os volumes médios de chuva costumam variar entre 200 mm e 800 mm.

Pontos importantes de tráfego de automóveis e vias de acesso de moradores em Maceió – como a ponte do Reginaldo, no bairro do Feitosa – têm chamado a atenção das equipes de drenagem, por causa dos entupimentos nos drenos.

A Prefeitura de Maceió tem feito os trabalhos de manutenção na região, no entanto, durante os serviços, é constatado que a população entope os drenos com cimentos de forma deliberada para realizar construções irregulares embaixo da ponte.

O coordenador-geral de Drenagem, Esdras Maia Nobre, explica que os entupimentos têm causado os alagamentos na ponte e que um grande volume de água acumulada pode danificar, inclusive, a estrutura.

“Cada 10 cm de lâmina de água parada na superfície da ponte equivale a uma carga de 200kg/m2 de peso na estrutura da ponte, que não foi projetada para receber essa carga extra”, explica o coordenador de Drenagem.

“É preciso que os moradores tomem consciência que ações que venham danificar os equipamentos de drenagem, como entupir galerias com cimento, acarretam transtornos coletivos, principalmente quando chove. Nossas equipes estão na rua, mesmo em meio a uma pandemia e a restrições, para consertar um problema que pode ser evitado se a população tiver zelo pelo espaço público”, acrescentou.

Outras práticas comuns que prejudicam a drenagem são o descarte irregular de lixo, construções inadequadas de rampas para garagens e ligações clandestinas de esgotos às galerias de águas pluviais.

Esses problemas, aliados às raízes de árvores que obstruem as galerias, são vistos ainda em outras vias importantes, como na Avenida Antônio Gomes de Barros, na Jatiúca; na região da Praça do Skate e Avenida Sandoval Arroxelas, na Ponta Verde; e ainda no Conjunto Santo Eduardo. Em todos esses pontos, os reparos são realizados durante todo o ano e foram intensificados como forma de prevenção.

 

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados