Prefeito JHC lança diagnóstico histórico de indicadores educacionais de Maceió

A partir do documento será possível fazer o planejamento estratégico para os próximos anos

Prefeito JHC lança diagnóstico histórico de indicadores educacionais de Maceió

A partir do documento será possível fazer o planejamento estratégico para os próximos anos

Por Assessoria | Edição do dia 3 de julho de 2021
Categoria: Educação, Maceió | Tags: ,


O prefeito JHC lançou, nesta sexta-feira (2), o primeiro Painel de Indicadores Educacionais do Município de Maceió, em evento semipresencial, na Escola Municipal Nosso Lar, no bairro do Vergel do Lago. O documento é dividido em três volumes, dispostos em mais de 700 páginas. A partir do compilado será possível fazer o planejamento estratégico para os próximos anos, como informa o prefeito ao falar sobre a importância da pesquisa.

“Esse é um patrimônio do nosso município e da nossa educação. Esse documento é fundamental para a tomada de decisões e para as políticas públicas. Com esse painel foi possível coletar dados e ver a realidade do nosso município. Precisamos dar transparência a esses dados”, disse JHC, ao falar sobre os próximos passos.

“A partir disso, vamos conseguir definir estratégias para que possamos desenvolver o ensino. Vamos também conseguir parcerias com instituições que vão nos ajudar a montar um planejamento para vencer os índices”, informou.

 

O prefeito JHC concluiu dizendo que por mais graves que sejam os números apresentados, são verdadeiros e precisam ser disponibilizados à população.

“Maceió vivia um apagão de dados que agora corrigimos e daqui por diante, vamos conseguir novas conquistas. Já vencemos um índice, que é a evasão escolar, colocamos mais de quatro mil alunos novos para a nossa rede de ensino, e esse era um indicador que vinha caindo há oito anos, e voltamos à curva de crescimento”, concluiu.

Momento histórico

O vice-prefeito de Maceió, Ronaldo Lessa, afirmou que esse é um momento histórico para a capital. “A educação em qualquer país é um norte, é ali que você faz a transformação das gerações que pode mudar toda a história de um país. Estamos vivendo uma pandemia que criou problemas em todos os aspectos, inclusive afastamento nas escolas, e nós já tivemos um avanço nas matrículas. Não vamos esquecer esse momento”, expôs Ronaldo Lessa.

O secretário municipal de Educação, Elder Maia, fez a apresentação do documento e falou sobre a importância dos dados. “A partir de hoje temos um painel minucioso de dados, métricas e indicadores sobre a educação do município. Não se faz políticas públicas sem dados, sobretudo e no caso da educação. Só se pode resolver o que se pode medir. Os problemas são muitos, e Maceió tem indicadores muito ruins. Só diante desses dados que vamos poder solucionar”, explicou o secretário.

Ele informou que todos os indicadores, dados, métricas e resultados foram extraídos do censo Escolar de 2020, disponibilizado pelo Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais (INEP), vinculado ao Ministério da Educação. A partir do painel, o município deve realizar uma série de ações, entre elas, formar os professores, capacitar os gestores e mudar a cultura organizacional da Secretaria de Educação.

A pesquisa foi realizada pelo secretário Elder Maia em parceria com a professora da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), Anabelle Lages, e contou com o apoio dos pesquisadores do Observatório Educacional do Município de Maceió (Obem), criado pela gestão do prefeito JHC.

Desafios

Durante o evento, o promotor de Justiça e coordenador do Núcleo de Defesa da Educação do Ministério Público Estadual, Lucas Sachsida, proferiu palestra sobre o tema “Educação e os desafios nos tempos de pandemia” e pontuou que o diagnóstico é fundamental para o enfrentamento dos problemas.

“Essa iniciativa se mostra muito importante, porque não há como enfrentar o problema sem entendê-lo. É um documento que vai servir a gestão pública na eficiência da educação e é preciso fazer esse diagnóstico para saber o que foi afetado e trazer as crianças de volta à escola”, disse.

O reitor da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), Josealdo Tonholo, parabenizou a iniciativa da Prefeitura de Maceió.

“A Ufal vê com muita alegria esse momento, pelo fato de que só se faz educação consistente quando se conhece os dados. Esse documento é fundamental para saber onde estamos, o que temos e para onde vamos. Sem esse conhecimento, não podemos fazer nenhum planejamento, no momento de pandemia, quando temos corte de investimentos, planejamento é fundamental”, pontuou Tonholo.

O procurador-geral de Justiça de Alagoas, Márcio Roberto Tenório, reforçou que não se faz qualquer política pública sem planejamento, e parabenizou a equipe pelo diagnóstico. “A partir desse diagnóstico teremos política pública voltada para a educação e que dará resultados positivos para todos nós”, afirmou.

O deputado federal, Pedro Vilela, que também esteve presente no evento, afirmou que o diagnóstico vai servir de base para o Congresso Nacional.

“Não há caminho para o avanço, para o desenvolvimento que não passe pela educação. É um tema difícil, tema complexo, é um tema que exige muito, mas que é muito gratificante. Esse documento está muito bem-feito e inclusive vai servir de base para subsídios no Congresso Nacional”, afirmou o parlamentar.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados