Polícia procura homem que fugiu depois de matar esposa a facadas em São Sebastião

Após cometer o crime ele ligou para o pai para avisar que iria fugir do município

Polícia procura homem que fugiu depois de matar esposa a facadas em São Sebastião

Após cometer o crime ele ligou para o pai para avisar que iria fugir do município

Por Thatyana Ferreira - estagiária sob supervisão | Edição do dia 9 de março de 2021
Categoria: Alagoas, Polícia | Tags: ,,


Foto: Ilustração

Um homem está foragido depois de confessar ao pai que assassinou sua esposa durante a noite desta segunda-feira (8), no município de São Sebastião, em Alagoas. O suspeito ligou para o pai depois de cometer o crime de o avisou que iria fugir da região para evitar a prisão.

A vítima tinha 42 anos e foi morta a facadas dentro de uma casa em construção que pertencia ao seu sogro, pai do assassino, por volta das 19h desta segunda-feira (8). Logo depois de ter esfaqueado a esposa o acusado fez um telefonema para o pai explicando tudo que aconteceu e o avisando que iria sair do município, mas não relatou onde iria se esconder.

O pai do suspeito acionou a guarnição motorizada do Centro Integrado de Segurança Pública de São Sebastião, que integra o 3º Batalhão de Polícia Militar, e fez uma denúncia informando sobre o que o homicídio e o endereço em que seu filho havia cometido o crime.

A guarnição, juntamente com a testemunha, deslocou-se ao local em que o fato ocorreu e localizou o corpo da vítima. O  Instituto de Criminalística (IC), o Instituto Médico Legal (IML) e a Polícia Civil foram acionados para que os devidos procedimentos em relação ao corpo fossem realizados. 

Buscas foram organizadas na região numa tentativa de encontrar do assassino, mas até o momento ele segue foragido e não entrou mais em contato com família. A motivação do crime é desconhecida.

Números

Os casos de feminicídio cresceram 22,2% entre março e abril de 2020, se somadas as ocorrências em 12 estados do país, em relação a igual período de 2019. Os dados fazem parte do documento Violência Doméstica durante a Pandemia de Covid-19, produzido pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP). Nos meses de março e abril, o número de feminicídios subiu de 117 para 143.

O anuário do Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP) mostra que, em 2019, houve 3.730 homicídios de mulheres no Brasil, 3,5% menos do que em 2018. No entanto, isso representa uma média de dez mortes violentas por dia de mulheres. O ano de 2019 terminou com 1.326 feminicídios, 1,2% mais do que no ano anterior.

Em outubro de 2020, levantamento realizado pela Revista AzMina mostrou que apenas 7% dos municípios brasileiros tinham delegacia da mulher na sua região: são 400 delegacias especializadas no atendimento à mulher em 374 cidades. Qualquer delegacia pode atender uma mulher em situação de violência, mas as unidades especializadas contam com equipe treinada nessa área.

*Com informações da Folha de São Paulo

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados