PF prende suspeito de exploração sexual de menores

Com o acusado, os policiais federais encontraram vídeos e fotografias com cenas de sexo explícito de menores que eram postadas na internet.

Por | Edição do dia 25 de setembro de 2015
Categoria: Notícias, Polícia


Acusado está preso na carceragem da PF (Foto: Alagoas 24horas)

Acusado está preso na carceragem da PF (Foto: Alagoas 24horas)

Um homem de 48 anos foi preso pela Superintendência Regional do Departamento de Polícia Federal de Alagoas suspeito do crime de exploração sexual de crianças e adolescentes. Com o acusado, identificado apenas pelas iniciais D.R.M., os policiais federais encontraram vídeos e fotografias com cenas de sexo explícito de menores que eram postadas na internet.

A prisão aconteceu em cumprimento de mandado de prisão preventiva expedido pela Justiça Federal de Alagoas. A investigação teve início em outubro de 2014 e foi concluída em agosto deste ano. No relatório do inquérito, a Polícia Federal representou pela prisão preventiva do indiciado.

Segundo as investigações da PF, o homem fazia várias viagens a trabalho em direção ao interior do Estado, principalmente em Quebrangulo/AL, onde reunia meninos com idade aproximada de até 15 anos para exploração sexual. As cenas eram gravadas pelo acusado e, posteriormente, compartilhadas na internet. Ele ainda fazia imagens de sexo com menores de idade em sua própria residência, no bairro Prado, em Maceió.

No cumprimento do decreto judicial, decorrente da busca e apreensão realizada em sua residência, foi apreendida uma microcâmera dissimulada em forma de um *pen drive*, o que faz crer que as imagens eram produzidas sem o conhecimento dos menores.

O preso se encontra recolhido na carceragem da Polícia Federal e deverá ser transferido ao Sistema Prisional do Estado ainda nesta semana. Ele pode cumprir pena de até 14 anos de reclusão pelo crime. Uma coletiva de imprensa está marcada para a próxima segunda-feira (28) para dar detalhes das investigações e da operação que culminou com a prisão.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados