Polícia Civil explica elucidação de homicídio em Maceió

Por Redação com Assessoria | Edição do dia 7 de julho de 2020
Categoria: Notícias, Polícia


O delegado Bruno Emilio, da 6ª DHC, integrante da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), presidente do inquérito que investigou o homicídio cometido contra Rhuan Miguel dos Santos Vieira, de 24 anos, assassinado a tiros na Rua Santos Pacheco, no Centro de Maceió, deu detalhes, nesta terça-feira (7), sobre a elucidação desse crime que ocorreu no inicio da noite do dia 22 de maio deste ano.

De acordo com as investigações da Polícia Civil, por meio da 6ª DHC, Rhuan teve um relacionamento com uma colega de trabalho, que era casada. A mulher teria incentivado o próprio esposo a cometer o crime, depois de não ter sido correspondida pela vítima. O crime foi planejado pelo marido e outro indivíduo, de 24 anos, – preso em Maceió no dia 17 de junho de 2020 por policiais civis. O crime está esclarecido e os três envolvidos foram presos.

Relembre o caso e como se deu a prisão:

O crime foi cometido no momento em que a vítima estacionava seu veículo nas proximidades da Santa Casa de Maceió, onde trabalhava, quando foi assassinado por um indivíduo que fugiu numa motocicleta que estava na esquina com um comparsa.

De acordo com as investigações o suspeito tem 24 anos, e foi preso em Maceió, no dia 17 de junho por policiais civis da 6ª DHCJá o homem  que pilotava a moto usada na fuga tem 27 anos, e a mulher, de 24, foram preso dias depois, em uma ação integrada entre a PC de Alagoas, por meio da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e o Departamento de Polícia Metropolitana da PC do Ceara, prendeu no dia 24 de junho o casal envolvido na morte de Rhuan Vieira.

Em trabalho feito em ação conjunta com o Núcleo de Inteligência da DHPP, os policiais civis alagoanos descobriram os possíveis endereços do casal foragido, bem como passaram a acompanhar seus passos.

Dia 24 de junho, após tomarem conhecimento de locais mais certos para prisões dos foragidos, especificamente nas cidades de Fortaleza e Tauá, no estado do Ceará, o delegado Bruno Emilio (PC/AL) manteve contato direto com o delegado George Monteiro (PC/CE), Diretor do Departamento de Polícia Metropolitana daquele Estado.

“De pronto, o mencionado delegado cearense deslocou diversas equipes para tentarem capturar os criminosos, sendo o homem preso na rodoviária de Fortaleza e a mulher no município de Tauá (CE). Segundo confirmaram os policiais que fizeram as prisões, os dois estavam retirando passaportes e com planos de fuga para a Espanha, onde a mãe dela reside”, concluiu o delegado Bruno Emilio.

 

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados