Boa Tarde!, Quarta-Feira - 18 de Setembro de 2019

 

PM de Goiás investiga pedido de votos a Bolsonaro durante treinamento

/ 3:14 - 23/10/2018

A Lei proíbe que agentes públicos tenham condutas tendentes a afetar a igualdade de oportunidades entre candidatos


(Reprodução/Youtube)

(Reprodução/Youtube)

O flagrante de uma tropa de policiais militares de Goiás cantando palavras em defesa da candidatura do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) levou o Comando Regional da corporação a apurar o ocorrido. Na ocasião, os PMs se exercitavam nas ruas de Luziânia, no Entorno do Distrito Federal, e cantavam palavras de apoio ao capitão reformado, o que é vetado por lei.

Em um vídeo divulgado pelo site Congresso em Foco, é possível ver que os militares pediam voto para Bolsonaro (assista abaixo). “Ei, cidadão, por favor, não se esqueça, dia 28 é Bolsonaro na cabeça. Ei, cidadão, por favor, fica contente, ano que vem é Bolsonaro presidente”, cantavam. Não se sabe o dia em que a manifestação aconteceu.

A Lei Eleitoral proíbe que agentes públicos, servidores ou não, tenham condutas tendentes a afetar a igualdade de oportunidades entre candidatos nos pleitos eleitorais. Em tese, o que os policiais fizeram foi campanha ilegal.

A PM de Goiás informa que, ao saber do vídeo, o “encaminhou ao Comando Regional responsável pela circunscrição a que pertence o efetivo policial mostrado na filmagem, para que sejam apuradas as causas e circunstâncias em que ocorreu tal fato”. Segundo o site G1, o Comando decidiu afastar o instrutor responsável pelo efetivo e instaurou procedimento interrogatório.


Comentar usando