Pescadores pedem manutenção de acessos à Lagoa Mundaú

Pescadores afirmam que locais de acesso estão reduzidos devido ao fechamento de locais afetados pelo afundamento do solo

Pescadores pedem manutenção de acessos à Lagoa Mundaú

Pescadores afirmam que locais de acesso estão reduzidos devido ao fechamento de locais afetados pelo afundamento do solo

Por Secom Maceió | Edição do dia 22 de abril de 2021
Categoria: Maceió, Notícias | Tags: ,,,


O GGI dos Bairros recebeu na manhã desta quinta-feira (22) o presidente da Colônia de Pescadores Z4, de Bebedouro, Mauro Pedro dos Santos, conhecido como “Vem Cá”. Ele foi pedir ajudar para manter o acesso dos pescadores à lagoa Mundaú, uma vez que vários acessos foram fechados por estarem em áreas de risco devido ao afundamento do solo.

Presidente da Colônia de Pescadores Z4, de Bebedouro, Mauro Pedro dos Santos, conhecido como “Vem Cá” (esquerda). Foto: Erik Maia/Secom Maceió

A Colônia Z4 atende a aproximadamente 100 pescadores, que hoje usam o acesso existente na região do Flexal de Baixo. Vem Cá explicou que muitos pescadores tinham acesso à lagoa em diversos pontos da região – alguns dentro do trecho que foi isolado por portões no bairro do Mutange -, mas que, devido ao selamento do prédio da colônia, a categoria está com medo de ir para um local distante da lagoa.

“Nós já identificamos uma área que poderia ser preparada para a montagem de um galpão, a exemplo de outros já feitos, que garantiria um local perto da lagoa para que os pescadores possam deixar seus equipamentos em segurança. É o motor de um barco, uma rede, remos, essas coisas que são essenciais para a execução do trabalho”, pontuou o pescador.

O assessor técnico do GGI dos Bairros, Gustavo Souza, assegurou que o órgão irá avaliar a possibilidade de atender aos pescadores. “Nós temos que averiguar se a solicitação é possível de ser atendida. Caso sim, nós iremos pedir o cumprimento da totalidade da solicitação dos pescadores”, afirmou Souza.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados