Penedo: João Lucas, candidato a vice-prefeito, rebate ataques da oposição

Penedo: João Lucas, candidato a vice-prefeito, rebate ataques da oposição

Por Assessoria | Edição do dia 23 de outubro de 2020
Categoria: Alagoas, Notícias | Tags: ,,


Foto: Reprodução/Instagram

As eleições em Penedo estão tomando um caminho que não é bom para ninguém, saindo do campo das ideias para ataques pessoais e, o pior, de forma covarde e totalmente infundada. A vítima, dessa vez, foi o radialista e vereador João Lucas, candidato a vice-prefeito na chapa liderada por Ronaldo Lopes.

Na manhã desta quinta, 22, João Lucas, que é conhecido como o “Secretário do Povo”, foi surpreendido com uma série de ataques vindos da candidata do Partido Progressista, Ivana Toledo, e seu esposo Alexandre, que, durante um comício, agrediram a honra e a dignidade do político, que é o vereador mais votado da história de Penedo.

As ofensas dirigidas a João Lucas causaram revolta não apenas em seu grupo político, mas em boa parte da população ribeirinha, inclusive, em aliados da candidata que acharam totalmente desnecessários discursos onde muito pouco se fala em propostas e onde se tenta a todo custo desqualificar o adversário.

Triste com a atitude da candidata e de seu esposo, que foi impedido de disputar a prefeitura de Penedo por ter sido apontado como ficha-suja pelo Tribunal de Contas da União, João Lucas declarou que se sente ainda mais motivado a trabalhar para que nenhum menino pobre, negro, que com muito esforço conseguiu crescer na vida seja humilhado por uma elite que no discurso diz amar o povo, mas na prática demonstra o contrário.

Em suas redes sociais, João Lucas publicou uma nota de repúdio.

Confira na integra:

Fui surpreendido na manhã desta quinta-feira, 22 de outubro, com ataques pessoais que ferem a minha honra, família e amigos que conhecem e confiam no meu trabalho. Ataques vindos de meus opositores, que saem do âmbito político, para ferir a honra de um político negro e que veio de família pobre.

Sou um homem que venceu na vida, escolhido pelos menos favorecidos como legítimo representante na Câmara Municipal de Penedo, e honrado como o vereador mais votado da história política do município.

Nunca me ofendi por meus amigos me chamarem de Negão, pois reconheço o carinho e tenho orgulho da minha raça e dos meus antepassados que lutaram contra os senhores de engenho por liberdade. Hoje me decepciono com os senhores de engenho atuais, que em pleno século 21, não libertaram seus corações do racismo e me trataram de forma pejorativa.

Ainda fui acusado de ser MACONHEIRO, justamente por aquela que se diz mãe de Penedo.

Tenho certeza que o sentimento que minha opositora nutre é apenas de ódio e não materno, pois na minha profissão, o que mais encontrei foram mães desesperadas que não seguravam as lágrimas devido ao vício dos filhos, que graças aos nosso empenho e solidariedade, conseguiram o tratamento para os seus entes queridos.

Diante dessas histórias eu conheci verdadeiras mães que diante da dor resgataram seus filhos pelo amor, nunca tendo os abandonado ou desistido deles em meio as lágrimas derramadas.

Que meus opositores respeitem e aceitem que nunca esqueci minhas origens pobres, porém digo sem medo de errar que pobreza de espírito é a pior das pobrezas e essa eu nunca conheci.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados