Patrulha Maria da Penha vai ao HGE e orienta sobre tipos de violência contra a mulher

Patrulha Maria da Penha vai ao HGE e orienta sobre tipos de violência contra a mulher

Por Redação com Assessoria | Edição do dia 2 de setembro de 2021
Categoria: Alagoas | Tags: ,,,


Agosto, o mês que promove o combate à violência doméstica e familiar contra a mulher, terminou, mas a luta para conscientizar e sensibilizar a sociedade não. Por isso, nessa quarta-feira (1º), a Patrulha Maria da Penha esteve no Hospital Geral do Estado (HGE), em Maceió, e conversou com profissionais, pacientes e acompanhantes.

A iniciativa partiu de um convite do serviço social da unidade hospitalar para divulgar e esclarecer pontos da Lei Maria da Penha. “Entendemos que esse é um tema de grande importância e, por isso, mesmo não estando mais no Agosto Lilás, abordamos e, com o máximo de pessoas possíveis, abrangendo, inclusive, até pacientes. E tivemos uma boa receptividade, havendo muitos momentos de esclarecimento de dúvidas por parte do público”, comentou a assistente social Rosângela Lopes, responsável pela organização dessa atividade, com o apoio da coordenação de serviço social.

Equipe da Patrulha Maria da Penha orientou pacientes e acompanhantes como denunciar casos de violência doméstica. Foto: Assessoria

Na ocasião, a equipe da Patrulha Maria da Penha explicou que uma mulher pode ser vítima de pelo menos cinco tipos de violência. Segundo consta na Lei 11.340, de agosto de 2006, conhecida como Lei Maria da Penha, as violências domésticas são a física, a psicológica, a moral, a sexual e a patrimonial. A maioria das mulheres vítimas de violência costuma sofrer pelo menos três desses tipos de violência e dentro da própria casa por alguém do núcleo familiar.

A Patrulha Maria da Penha em Alagoas, criada pelo governo do Estado, em abril de 2018, garante a efetividade de medidas protetivas judiciais às mulheres vítimas de violência doméstica. A Patrulha tem sua sede no Centro Especializado em Atendimento à Mulher em Situação de Violência (Ceam), na Jatiúca, serviço que pertence à Secretaria da Mulher e dos Direitos Humanos (Semudh).

Localização – O Centro Especializado de Atendimento à Mulher Vítima de Violência fica na Rua Augusto Cardoso Ribeiro, s/n, Jatiúca, (transversal à Rua Dr. Antônio Gomes de Barros – antiga Av. Amélia Rosa).

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados