Patético na cúpula ambiental, Bolsonaro joga o Brasil ainda mais ladeira abaixo

Presidente americano Joe Biden fez questão de sair no momento que Bolsonaro discursava na maior vergonha da história brasileira recente

Patético na cúpula ambiental, Bolsonaro joga o Brasil ainda mais ladeira abaixo

Presidente americano Joe Biden fez questão de sair no momento que Bolsonaro discursava na maior vergonha da história brasileira recente

Por Antonio Pereira | Edição do dia 22 de abril de 2021
Categoria: Opiniões | Tags: ,,,,,,,,,,,,,,,


A participação do presidente brasileiro na cúpula promovida pelo presidente americano Joe Biden com os maiores líderes mundiais foi o maior fiasco da história recente do Brasil. Bolsonaro foi sumariamente ignorado pelo presidente americano, que se retirou momentos antes da fala do brasileiro, juntamente com sua vice-presidente Kamala Harris. Para piorar ainda mais a desmoralização, Joe Biden deixou a sala após a fala do presidente argentino, Alberto Fernández, durante a reunião da Cúpula do Clima. A vice-presidente dos EUA, Kamala Harris, também não assistiu ao discurso de Bolsonaro.

Jair Bolsonaro é um político tido mundialmente como ‘idiota completo’. Suas falas são ignoradas ou ridicularizadas mundo afora. O presidente brasileiro está igual carro sem freio ladeira abaixo. Não tem como segurar.

Uma vergonha internacional como essa seria algo inimaginável no país que conseguiu o feito de ser a nação abrir a sessão da Organização das Nações Unidas (ONU). O país do futebol, do samba e da irreverência. Hoje o Brasil é tido como um país dominado por um extremista de ultradireita, devastador das riquezas naturais, destruidor dos povos remanescentes e profundamente reacionário em vários aspectos das questões sociais.

Bolsonaro vai até esta Cúpula do Clima como alguém sem qualquer compromisso com as gerações futuras. Nosso presidente envergonha profundamente todos nós.

A fala de Bolsonaro no encontro mundial foi marcada por mentiras sobre dados referentes à preservação do meio ambiente. Além disso, ele tratou o Brasil como o principal colaborador no combate às mudanças climáticas.

Em mais um sinal de que o Brasil não é nada considerado pelos outros países, Bolsonaro foi escalado para ser o penúltimo a falar na Cúpula do Clima, numa clara demonstração de humilhação coletiva. Todos os brasileiros devem ruborizar ao ver seu líder ser sumariamente repudiado em nível mundial.

Ao ver que era menosprezado por todos, Bolsonaro, igual a um aluno da quinta-série, se retirou da sala emburrado, quase que chutando tudo ao seu redor. Patético.

Outra grande vergonha foi o discurso do mandatário brasileiro. Bolsonaro disparou mentiras como ter determinado maior fiscalização e investimento em órgãos ambientais e ter dito que “o Brasil está na vanguarda do combate ao aquecimento global”. O presidente brasileiro deve acreditar que os líderes mundiais são ingênuos e influenciáveis ao ponto de passarem pano para as atrocidades que presenciamos todos os dias em nosso país.

Não tenho mais palavras para expressar o quanto é constrangedor ter que falar que o Brasil tem como presidente alguém chamado Jair Bolsonaro que foi eleito pela maioria do povo.

Só nos resta rezar para que esse pesadelo passe o mais rápido possível. Que assim seja.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados