Pastor que disse ter orado pela morte do ator Paulo Gustavo será indiciado por homofobia

Líder evangélico disse que não teve intenção de desejar a morte do artista

Pastor que disse ter orado pela morte do ator Paulo Gustavo será indiciado por homofobia

Líder evangélico disse que não teve intenção de desejar a morte do artista

Por Redação* | Edição do dia 20 de agosto de 2021
Categoria: Alagoas, Justiça | Tags: ,,,,


Foto: Reprodução/Redes Sociais

O pastor que disse em suas redes sociais que estava orando pela morte do ator Paulo Gustavo será indiciado pelo crime de homofobia. A informação foi confirmada pela delegada Luci Mônica nesta sexta-feira (20). De acordo com a delegada, faltam apenas questões burocráticas para a conclusão do inquérito. Paulo Gustavo morreu no último dia 4 de maio deste ano, com complicações da Covid-19.

De acordo com informações obtidas com exclusividade pelo portal Acta, o pastor José Olímpio, da Assembleia de Deus de Alagoas, responderá pelo processo que será encaminhado ao Ministério Público de Alagoas. Dias após a declaração, o líder eclesiástico publicou em suas redes sociais uma nota se desculpando e esclarecendo que não tinha intenção de desejar a morte do artista.

Entretanto, em sua publicação anterior, que foi excluída momentos após a viralização nas redes, o pastor havia publicado uma foto do humorista contracenando com a seguinte legenda: “Esse é o ator Paulo Gustavo que alguns estão pedindo orações e reza. E você vai orar ou rezar? Eu oro para que o dono dele o leve junto de si.”.

Foto: Reprodução/Redes Sociais

Segundo a reportagem, a delegada ouviu cerca de 10 pessoas além do pastor ao longo da investigação. Luci Mônica ainda afirmou que ouviu representantes de entidades que defendem direitos da população LGBTQIA+ para concluir o inquérito e encaminhar o caso ao MPE.

 

 

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados