Parcerias podem transformar Jaraguá em espaço cultural ao ar livre; entenda

Reuniões com órgãos federais e representantes políticos estão sendo feitas

Parcerias podem transformar Jaraguá em espaço cultural ao ar livre; entenda

Reuniões com órgãos federais e representantes políticos estão sendo feitas

Por Assessoria | Edição do dia 9 de fevereiro de 2021
Categoria: Cultura, Notícias | Tags: ,,,,


A presidenta da Fundação de Ação cultural, Mírian Monte, representou a Prefeitura de Maceió na ampliação das relações institucionais com outros órgãos públicos, como a Superintendência Regional da Polícia Federal em Alagoas e o Legislativo Municipal, além do grupo de artistas plásticos que faz parte do projeto A Rua Vive.

A gestora apresentou, nesta segunda-feira (8), ao superintendente da Polícia Federal em Alagoas, Agnaldo Mendonça Alves, e ao delegado Federal Douglas Saldanha, a proposta para que artistas plásticos utilizem o muro onde funciona a Delegacia de Repressão a Entorpecentes. A intenção é que os muralistas criem pinturas que expressem a identidade cultural da cidade ou utilizem elementos iconográficos que remetam aos Direitos Humanos. A parceria será firmada com a solicitação oficial para autorizar a utilização do muro, bem como da assinatura de um termo de cooperação entre as instituições.

Um dos principais monumentos históricos do Jaraguá. Foto: Reprodução

“A ideia da prefeitura é dinamizar o bairro com diversas ações artísticas que compreendam a utilização dos espaços públicos do Jaraguá como equipamentos culturais, que vão desde os muros até a ocupação de praças para apresentações culturais, exposições, feira de artesanato, degustação da gastronomia regional. Mas tudo isso deve ser feito de forma ordenada e com as devidas autorizações, sejam de entidades públicas ou particulares”, explica Mírian.

Legislativo Municipal

Em visita ao gabinete do vereador João Catunda, a presidenta da FMAC conversou com o parlamentar e o chefe de gabinete, Diego Omena. Em pauta, o planejamento e a execução de ações que serão implementadas pela Fundação nos bairros que compõem as Regiões Administrativas de Maceió, a partir do Programa que está sendo construído em conjunto com os técnicos da Secretaria Municipal de Educação (Semed).

Reunião entre representantes políticos e responsáveis pelo projeto. Foto: Reprodução

João Catunda, que preside a Comissão de Educação, Cultura e Turismo da Câmara Municipal, se dispôs a contribuir com apoios institucionais não só do Legislativo Municipal, mas também na interlocução da FMAC com o Ministério do Turismo e a Secretaria de Cultura do governo Federal. O vereador se mostrou bastante otimista quando Mírian falou dos planos que a Prefeitura de Maceió tem para dinamizar a ocupação do bairro histórico com arte e cultura, local onde ficam as duas instituições públicas.

Muralismo

Um grupo de artistas plásticos apresentou à FMAC o projeto A Rua Vive, uma proposta de intervenção de fachada urbana na Rua Maria Helena Saldanha e do entorno do logradouro público, no bairro Farol, nas imediações do Seminário Arquidiocesano de Maceió.

Mírian Monte visitou o local para verificar como esse tipo de ação pode ser efetivada a partir da parceria entre a FMAC e outras pastas que garantam a limpeza e a preservação do espaço público, quando o projeto for colocado em prática pelo coletivos de artistas plásticos.

“Todos os contatos e encontros que estamos realizando desde que assumimos a gestão da FMAC contribuem não só para conhecermos os anseios dos diversos segmentos culturais da cidade, mas também para ampliar a rede de interlocução com outros agentes públicos que possam contribuir para que os maceioenses e visitantes utilizem esses espaços da cidade como locais de lazer e cultura, o que melhora a qualidade de vida da nossa população”, pontua Mírian.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados