Palmeiras busca rescisão, mas Luiz Adriano quer receber salários integrais para sair

Verdão fez nova reunião com estafe de atacante e ouviu condições para acertar saída

Palmeiras busca rescisão, mas Luiz Adriano quer receber salários integrais para sair

Verdão fez nova reunião com estafe de atacante e ouviu condições para acertar saída

Por Lance! | Edição do dia 1 de fevereiro de 2022
Categoria: Esportes | Tags: ,,


Palmeiras e Luiz Adriano estão longe de conseguirem um acordo para a saída do jogador. Na última segunda-feira (31), dirigentes do Alviverde e o estafe do jogador voltaram a se reunir. O clube quer convencer que talvez seja um bom negócio o ex-camisa 10 assinar a rescisão para buscar novos ares. Mas ele está irredutível em receber o total de salários que teria direito até o fim do contrato, conforme prevê o acordo entre as partes.

Luiz Adriano durante treinamento do Verdão, ano passado, na Academia de Futebol. Foto: Cesar Greco/Palmeiras.

Conforme o LANCE! apurou, representantes do atacante topam abrir mão de multas e outros direitos trabalhistas para assinarem a rescisão. Mas reforçam que o recebimento dos salários dos salários integrais a que teria direito até o fim do vínculo é questão tida como irretocável.

O Palmeiras queria acertar a saída sem custos, convencendo o estafe de Luiz Adriano que, livre de vínculos com o Verdão, ele poderia encontrar um novo clube mais facilmente, visto que o alto salário afasta interessados.

O L! apurou que a ideia dos dirigentes era usar o ocorrido no rival São Paulo, que acertou a saída do também atacante Pablo sem maiores custos além do compromisso do pagamento de direitos atrasados. Como o Palmeiras está em dia com Luiz Adriano, a ideia no clube era de que a solução seria mais fácil.

O ex-camisa 10 alviverde ganha cerca de R$ 1 milhão por mês. O valor é inflado por ter a somatória de luvas oferecidas a ele na assinatura do contrato. À reportagem, integrantes da cúpula palmeirense, avaliam que a rescisão com Luiz Adriano nessas condições custaria aproximadamente R$ 17 milhões aos cofres do Verdão.

Há duas semanas, o atacante de 34 anos divulgou um comunicado em suas redes sociais apontando que está cumprindo o determinado pelo Palmeiras e que não pediu para sair.

O Botafogo demonstrou interesse no jogador e o Verdão chegou a aceitar o empréstimo por uma temporada pagando 70% dos salários, mas Luiz Adriano recusou por não ter interesse em atuar pelos cariocas.

O seu estafe sempre ressaltou que a prioridade dele era atuar no exterior. Mas a janela europeia fechou sem interessados. O Cerro Porteño, um dos interessados, ouviu os números dados pelo Palmeiras para um empréstimo. Ficou de arrumar patrocinadores para ajudar no negócio, mas não retornou até o momento.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados