Pagamento do Auxílio Brasil segue até o final de novembro

Não é necessária a aquisição de um novo cartão para receber o benefício

Pagamento do Auxílio Brasil segue até o final de novembro

Não é necessária a aquisição de um novo cartão para receber o benefício

Por Assessoria | Edição do dia 20 de novembro de 2021
Categoria: Economia


O Auxílio Brasil começou a ser pago pelo Governo Federal no último dia 17 de novembro. O calendário de pagamento do programa de transferência de renda, que substituiu o Bolsa Família, segue até o dia 30 deste mês. Em Maceió são quase 184 mil beneficiários e o valor médio do benefício chega a pouco mais de R$ 200,00. A forma de recebimento continua sendo realizada pelo cartão do Bolsa Família. A inclusão de novos beneficiários será feita no mês de dezembro.

Não é necessária a aquisição de um novo cartão para receber o benefício. Novos cartões do programa só devem ser entregues às pessoas que solicitarem a segunda via ou as que forem incluídas em dezembro. O pagamento é realizado de acordo com o último dígito do Número de Inscrição Social, o NIS, que vai de zero a nove. Assim, quem tem NIS com final um, o pagamento foi liberado no dia 17 de novembro. Final 2, dia 18, final 3 dia 19 e assim por diante. NIS com final zero será pago no dia 30. Veja abaixo o cronograma de pagamento.

Regras

Algumas regras foram estabelecidas pelo Ministério da Cidadania para o recebimento do Auxílio Brasil. A principal mudança em relação ao Bolsa Família é o critério da renda utilizado para caracterizar se uma família se enquadra nas situações de extrema pobreza ou pobreza.

Antes, a família cuja renda por pessoa atingisse o valor de até R$ 89,00 era considerada de extrema pobreza. Hoje, esse valor foi atualizado para R$ 100,00. Já a situação de pobreza era considerada, anteriormente, a renda per capita de R$ 89,00 até R$ 178,00. Hoje, esse valor também foi atualizado e vai de R$ 100,00 até R$ 200,00.

Os valores recebidos pelos beneficiários pode mudar de uma pessoa para outra, tendo em vista os critérios que foram estabelecidos pelo governo Federal. Assim, a variação do valor recebido do Auxílio Brasil é determinada pela análise do perfil social e da composição familiar. Por exemplo, uma criança que mudou de faixa de recebimento, um jovem que ultrapassou a idade limite para receber o benefício. É ainda considerado se uma família tem gestante, se há crianças de até três anos, se na família tem pessoas de três até 21 anos de idade.

A atualização do perfil social de cada integrante de determinado núcleo familiar é feita de forma automática, a partir das informações que foram informadas durante a inscrição no Cadastro Único, que continua sendo o requisito primordial para ter acesso a qualquer benefício social ou programa de transferência de renda.

O fato de estar inscrito no Cadastro Único, não implica na concessão imediata do Auxílio Brasil, já que todos esses critérios e requisitos serão analisados. A família fica numa lista reserva, cuja execução só será efetivada se o governo Federal tiver recursos financeiros do orçamento para realizar o pagamento. Por isso é primordial que os beneficiários mantenham as informações do Cadastro Único atualizadas há menos de dois anos, que não tenham mudado de endereço, de renda ou outras informações relativas ao perfil social da família.

Para receber o Auxílio Brasil, basta apresentar o cartão do Bolsa Família. Quem não tiver, pode receber o benefício com um documento com foto e o NIS. Os beneficiários podem acessar ainda os aplicativos Caixa Tem e Auxílio Brasil. Em Maceió, outras informações do programa podem ser obtidas pelo telefone (82) 3312-5924, ou por aplicativo de mensagens de texto pelos números (82) 98882-8257 e (82) 98882-8212, de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados