Organização do Pinto da Madrugada explica atraso no pagamento da orquestra de Penedo

Organização do Pinto da Madrugada explica atraso no pagamento da orquestra de Penedo

Por Assessoria | Edição do dia 15 de julho de 2020
Categoria: Alagoas, Notícias


Nesta terça-feira, 14 de julho, a redação do aquiacontece.com.br, o maior e mais acessado portal de notícias do interior de Alagoas, foi procurada por alguns músicos penedenses que se apresentaram no desfile do bloco do Pinto da Madrugada, em 15 de fevereiro, e ainda não receberam.

Já na manhã desta quarta, 15, nossa redação recebeu a visita de um representante da organização do bloco para dar uma explicação sobre o atraso no pagamento não apenas das orquestras de Penedo, mas também das outras que participaram dessa última edição do evento que completou 21 anos em 2020.

De acordo com Welington Mota, a organização do Pinto da Madrugada declarou que aguarda apenas receber de alguns patrocinadores para poder pagar as orquestras que se apresentaram esse ano durante o evento.

“A organização do evento conversou conosco nesta terça, 14. Eles explicaram que o atraso aconteceu por conta da pandemia do novo coronavírus e que estão aguardando alguns patrocinadores para poderem repassar o valor combinado para as orquestras. É bom frisar que participamos há muito tempo dessa grande festa e a organização sempre honrou seus compromissos com a gente”, explicou Mota.

Mesmo sem ter sido citada, a Sociedade Musical Penedense, na pessoa de seu presidente Welington Mota, encaminhou uma nota oficial para nosso portal dizendo ter sido prejudicada pela cobrança feita por músicos que estavam à procura de respostas já que, segundo os mesmos, nunca ficaram tanto tempo assim sem receber por uma apresentação na referida agremiação.

Confira na íntegra:

Sr. Redator,

Diante do exposto na matéria intitulada:

“Orquestra de Penedo que tocou no Pinto da Madrugada ainda não recebeu cache”

Nossa instituição ficou muito prejudicada pois, enquanto instituição penedense, responde pelos seus atos. A matéria não tratou conosco sobre o fato de um dos nossos colaboradores ter feito a denúncia, o que fere o direito a representatividade da nossa instituição musical, fundada em 1944. Somos adeptos da verdade e sabemos das consequências que muitas das atitudes tomadas por impulso e emoção trazem a nossa frágil cultura musical.

Em primeiro lugar, o Bloco Pinto da Madrugada é um parceiro que há 21 anos fomenta a economia da cultura alagoana com contratos pré-carnavalescos para as bandas de música de todo o Estado. Durante essa longa trajetória, nunca ficamos com os contratos atrasados. Neste ano, por conta de uma série de imprevistos e diante da pandemia da COVID-19, o bloco se viu numa situação vexatória pelo adiamento dos pagamentos de patrocinadores estatais ou privados, o que teve impacto severo sobre as contas da instituição carnavalesca.

Todas as Associações de Músicos do Estado de Alagoas estão solidárias ao momento difícil por que passa a Associação Cultural Bloco Pinto da Madrugada e não gostaria de que a voz de um único colaborador da Sociedade Musical Penedense possa transpor a opinião da nossa Diretoria e demais integrantes, que estão solidários ao bloco em questão. Sabemos das dificuldades que todos os artistas estão passando neste momento em que a economia da cultura teve o seu maior abalo em todos os tempos, mas devemos conservar a nossa boa fé e compreensão da importância de se ter parcerias que geram renda para os nossos músicos.

A direção da Sociedade Musical Penedense em contato com os dirigentes do Bloco foi comunicada que estão sendo ventiladas algumas possibilidades para a quitação dos valores devidos e que continuamos com o compromisso de sempre atender a Associação Cultural Bloco Pinto da Madrugada sempre que solicitado, pois somos antes de tudo, parceiros da cultura alagoana.

Portanto, requeiro o direito de resposta deste site de grande visibilidade em Penedo e região para que a nossa Instituição seja devidamente ouvida e os nossos argumentos sejam colocados de forma clara para toda a sociedade.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados