Operador Nacional do Sistema Elétrico propõe reduzir vazão do Rio São Francisco

Reduzir o volume de água do Velho Chico pode comprometer captação e gerar problemas ambientais

Operador Nacional do Sistema Elétrico propõe reduzir vazão do Rio São Francisco

Reduzir o volume de água do Velho Chico pode comprometer captação e gerar problemas ambientais

Por Redação | Edição do dia 8 de abril de 2021
Categoria: Meio Ambiente, Notícias | Tags: ,,


Na última terça-feira (06), representantes de diversos órgãos ligados ao uso das águas do Rio São Francisco se reuniram para discutir questões referentes à vazão das águas do rio. O encontro é promovido pela Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA).

Rio São Francisco / Foto: Azael Gois

O representante do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) , entidade responsável pela coordenação da geração de energia elétrica no Brasil, defendeu uma redução da vazão do São Francisco de 1.100m3/seg para 800m3/seg – o que elevaria o nível dos reservatórios das hidrelétricas- , mas a proposta foi rejeitada pelas outras entidades presentes à reunião.

Para Anivaldo Miranda, presidente do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (CBHSF), é preciso respeitar as resoluções da ANA, que estabelecem os limites para a vazão do rio. Miranda lembrou que a regra já foi flexibilizada em dezembro para atender às solicitações do Operador Nacional do Sistema e que essas mudanças podem causar grandes impactos ambientais ao ecossistema do Rio São Francisco.

Em reunião anterior, realizada em 25 de março, o representante da Secretaria do Estado de Meio Ambiente e Recursos Hídricos de Alagoas também demonstrou apreensão com a possibilidade de reduzir ainda mais a vazão do São Francisco. A pasta lembrou que metade do estado é abastecido com as águas do rio e uma redução poderia comprometer as captações da CASAL.

Ao final do encontro, os presentes decidiram por manter a vazão atual do rio. No entanto o caso poderá voltar a ser discutido em uma nova reunião, que está marcada para o dia 4 de maio.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados