Operação prende irmãos por homicídio qualificado no interior do Estado

Segundo a DEIC, os dois tem extensa ficha criminal

Por Assessoria | Edição do dia 6 de agosto de 2020
Categoria: Alagoas, Notícias | Tags: ,


A Divisão Especial de Investigação e Capturas (DEIC), por meio de sua Assessoria Técnica de Inteligência, TIGRE e Seção de Capturas, sob a coordenação do delegado Gustavo Henrique, deflagrou mais uma operação, desta vez no município de Novo Lino, no interior de Alagoas, com o objetivo de prender pessoas foragidas da Justiça, na manhã desta quinta-feira (6).

Como resultado, foram presos dois irmãos, um com 24 e o outro com 25 anos de idade, por conta de mandado de prisão preventiva expedido pela Vara Única da Comarca de Joaquim Gomes (AL), por homicídio qualificado.

“As investigações da Polícia Civil em relação ao homicídio em tela demonstraram que os dois irmãos infratores mataram com disparos de arma de fogo a vítima, identificada como José Fábio da Silva, na residência desta situada na Aldeia Wassu Cocal, Zona Rural da cidade de Joaquim Gomes, fato ocorrido no dia 26 de dezembro de 2015, por volta das 23h, inclusive no momento da invasão à casa da vítima eles teriam se identificado com polícia”, relatou o delegado Gustavo Henrique.

A autoridade policial disse ainda que, de acordo com o que foi apurado, a motivação do crime teria sido um desentendimento por conta do volume de um som em uma festa da qual a vítima participava, o que teria irritado um dos assassinos, mas também o fato de os autores terem uma desavença anterior por conta de tráfico de drogas, já que todos tinham envolvimento com essa atividade ilícita.

“Parabenizamos mais esse excelente trabalho das equipes envolvidas na operação, bem como destaco a sua importância, pois retirou de circulação dois infratores perigosos, inclusive contumazes na prática de delitos graves”, enfatizou Gustavo Henrique, diretor da DEIC.

De acordo com a DEIC, os dois presos têm extensa ficha criminal, com antecedentes criminais por delitos diversos. Um deles por homicídio, roubo, tráfico de drogas, porte ilegal de arma de fogo e o antigo crime de quadrilha ou bando. Já o outro por homicídio, roubo e tráfico de drogas.

Após a captura, os presos foram encaminhados à sede da DEIC, no bairro da Santa Amélia, onde foi formalizado o cumprimento dos mandados de prisão e, em seguida, encaminhados ao sistema prisional do Estado, onde permanecem à disposição da Justiça.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados