Operação desarticula duas organizações criminosas de tráfico de drogas em AL

Segundo as investigações, os grupos eram liderados por detentos e atuavam em Maceió, São Miguel dos Campos e outros municípios vizinhos

Por Redação com assessoria | Edição do dia 18 de setembro de 2020
Categoria: Notícias, Polícia | Tags: ,,


Foto: SSP

Uma operação integrada entre as Polícias Civil e Militar foi deflagrada na manhã desta sexta-feira, 18, para desarticular duas organizações criminosas que praticavam tráfico de drogas e outros crimes em Maceió, São Miguel dos Campos e outros municípios vizinhos. Foram 33 mandados de prisão e busca a apreensão expedidos. Até o momento, 12 pessoas foram presas.

Dos 33 mandados expedidos pela 7ª Vara Criminal da Capital, 18 foram de prisão e 15 de busca e apreensão. E de acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP), a operação foi denominada de Casa da Farinha porque a cocaína era uma das principais drogas vendida pelos criminosas. Além disso, eles adicionavam farinha à droga para que o volume dela aumentasse para a hora da comercialização.

As investigações desse caso começaram no dia 22 de fevereiro deste ano e, durante esse trabalho, foi constatada a existência das duas organizações criminosas na região, que eram comandadas por dois indivíduos que já se encontram presos no sistema prisional de Alagoas. Apesar de já estarem cumprindo pena por envolvimento com crimes, eles seguiam coordenando as ações dos grupos criminosos alvos da operação.

Após a captura dos 12 acusados, eles foram encaminhados para a sede da Divisão Especial de Investigações e Capturas (DEIC), no bairro da Santa Amélia, em Maceió, para a realização dos procedimentos legais cabíveis.

A investigação que desencadeou a operação foi coordenada pela SSP, capitaneada pela DEIC e dirigida pelo delegado Gustavo Henrique, em parceria com a 1ª Companhia Independente.

Os mandados foram cumpridos por equipes do Tático Integrado de Grupos de Resgate Especiais (TIGRE), Seção de Capturas e Núcleo de Inteligência da DEIC, além da Asfixia e da Delegacia Regional de São Miguel dos Campos, da Polícia Civil. Já a Polícia Militar empregou policiais do Batalhão de Operações Especiais (BOPE), Batalhão de Radiopatrulha (BPRp), Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTran), Batalhão Rodoviário (BPRv), 1ª e 4ª Companhias Independente. O Grupamento Aéreo também participou da operação.

A SSP alerta que a população pode colaborar com o trabalho das forças de segurança de Alagoas de forma anônima e gratuita, enviando informações sobre organizações criminosas e outros crimes, por meio do Disque Denúncia. As informações podem ser repassadas pelo aplicativo do Disque Denúncia, ou pelo telefone 181. A ligação é gratuita e o sigilo garantido.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados