Operação contra fraudes em negociação de imóveis cumpre mandados em AL e PB

Por | Edição do dia 18 de setembro de 2018
Categoria: Alagoas, Notícias | Tags: ,,,,,,,


Policiais civis da Paraíba e de Alagoas deflagraram a 1ª fase da Operação Fratelli, que investiga uma associação criminosa internacional especializada na abertura de empresas e negociação de imóveis.

As intervenções policiais começaram na manhã desta terça-feira (18)De acordo com a Delegacia de Defraudações e Falsificações de João Pessoa, a operação tem como objetivo apreender documentos relacionados a um grande esquema de abertura de empresas e negociação de imóveis por estrangeiros, em sua na maioria italianos.

De acordo com o delegado Lucas Sá, as investigações tiveram início há aproximadamente seis meses, após denúncia feita por uma das vítimas, que descobriu o desvio de mais de R$ 600 mil reais relacionados a apenas uma das empresas investigadas.

“As investigações da DDF identificaram que um dos investigados, um técnico em contabilidade, possui 60 empresas registradas em seu nome, sendo grande parte de empresas de construção civil, em sociedade com estrangeiros. Durante a investigação, a DDF identificou 20 contas bancárias relacionadas aos fatos em investigação, cujo sigilo já foi quebrado pela justiça paraibana”, explicou.

Ainda conforme a DDF, todas as informações bancárias já estão sendo analisadas no contexto da Operação Fratelli e restavam apenas o cumprimento de mandados de busca e apreensão domiciliar nas cidades de João Pessoa e Maceió/AL, local em que residem atualmente dois investigados. “Durante a primeira fase da Operação Fratelli, a Polícia civil da Paraíba e Polícia Civil de Alagoas apreenderam documentos e equipamentos eletrônicos dos investigados, que serão analisados com o objetivo de concluir as investigações, com a responsabilização de todos os envolvidos e delimitação do prejuízo causado”, ressaltou o delegado.

O prejuízo, segundo os investigadores, é da ordem de R$ 5 milhões. A polícia reforça que quem tiver mais informações sobre os suspeitos, pode realizar denúncias pelo número 197 da Polícia Civil.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados