‘Nunca vimos nada parecido em solo brasileiro’, diz geólogo sobre situação do Pinheiro

Por | Edição do dia 16 de janeiro de 2019
Categoria: Maceió, Notícias | Tags: ,,,,,


Reunidos na Prefeitura de Maceió, no bairro do Jaraguá, na manhã desta quarta-feira (16), geólogos e especialistas em solos que atuam na Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais (CPRM), Ministério de Minas e Energia e especialistas ligados à Defesa Civil Estadual e Municipal, apresentaram aos moradores as ações realizadas a fim de esclarecer as causas das rachaduras no bairro do Pinheiro.

O geólogo Jorge Pimentel, da CPRM, explicou que a sondagem de solo precisa chegar a cerca de 900 metros de profundidade, mas até o momento eles não conseguiram ultrapassar 30 metros. As rochas encontradas nas profundezas estão dificultado as pesquisas na região. “Dos 1638 municípios que já sondamos no Brasil, nunca vimos nada parecido com o que estamos trabalhando no Pinheiro”, disse Pimentel, durante exposição dos dados já catalogados. “Nenhuma cidade apresentou a complexidade encontrada em Maceió”, constatou.

Jorge Pimentel disse ainda que seis poços subterrâneos de monitoramento aquífero, serão perfurados e que a empresa responsável pelos trabalhos será contratada. Esse estudo deve durar de janeiro até abril.

O caso das rachaduras nos imóveis e ruas que apareceram no bairro, ainda é considerado um mistério para os órgãos e tem consequências maiores que a população não imaginava. Segundo informou a Defesa Civil, cerca de 500 imóveis estão na área vermelha de risco e a metade dos moradores que moram nessa região foi retirada.

O relatório final com as possíveis causas tem previsão inicial de ser divulgado em junho deste ano.

Além dos representantes dos órgãos, foram convidados integrantes do Núcleo de Defesa Civil Comunitária do Pinheiro (Nudec), uma comissão com representantes do movimento SOS Pinheiro e integrantes de três associações comunitárias regulamentadas, que protocolaram ofício solicitando a participação no encontro.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados