Nova estação de tratamento de esgoto está em fase de teste para iniciar operação em Maceió

Ela fica em uma área no Farol

Nova estação de tratamento de esgoto está em fase de teste para iniciar operação em Maceió

Ela fica em uma área no Farol

Por Assessoria | Edição do dia 11 de setembro de 2021
Categoria: Maceió | Tags: ,,


Foto: Reprodução

A cidade de Maceió terá, em breve, mais uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) em operação. Trata-se da unidade construída por meio de um contrato de Locação de Ativos entre a Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal) e a empresa Sanema no bairro Farol, em uma área por trás do Quartel do Exército.

Nesta sexta-feira (10), a ETE recebeu a visita de diretores e técnicos da Companhia, que foram acompanhar a fase de testes, pré-operação e ajustes de equipamentos. A estação faz parte de um sistema de esgotamento sanitário que ao todo deve beneficiar cerca de 160 mil moradores do Farol, Pitanguinha, Gruta de Lourdes, Jardim Petrópolis, Jardim do Horto e parte do Pinheiro (aquela não inclusa no mapa de risco em virtude da atividade mineradora).

Todo o sistema recebe investimentos totais que devem chegar a R$ 185 milhões. Além da ETE, ele é composto por aproximadamente 100 quilômetros de tubulações – as chamadas redes coletoras –, 19 estações elevatórias de esgoto, responsáveis pelo bombeamento do efluente para que ele chegue até a ETE, e linhas de recalque.

“A estação utiliza o que há de mais moderno atualmente em tecnologia para tratamento de esgoto. São equipamentos da melhor qualidade existente e o projeto contempla não apenas atender aos atuais moradores desses bairros, como também já prevê o crescimento populacional para os próximos 30 anos”, enfatizou o presidente da Casal, Clécio Falcão, durante a visita.

Segundo ele, a capacidade atual de tratamento da ETE é de 238 litros por segundo, mas, como ela já prevê o crescimento populacional, o que implica em maior produção de esgoto, a capacidade instalada é para tratar até 400 litros de efluente por segundo.

A respeito da implantação das redes coletoras pela cidade, deve-se destacar que esse serviço já está 92% concluído. A parte que ainda deve levar mais tempo é a finalização das estações elevatórias, uma vez que elas dependem de desapropriação de áreas e concessão das licenças pelos órgãos responsáveis.

Com isso, todo o sistema deve estar 100% finalizado no primeiro semestre de 2022. Mas a ETE, por sua vez, fica totalmente pronta ainda este ano.

Participaram da visita acompanhando o presidente Clécio Falcão os vice-presidentes Corporativo e de Engenharia da Companhia, respectivamente Victor Vigolvino e Geraldo Leão, engenheiros e técnicos dessas respectivas áreas e gestores da empresa Sanema.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados