Nota Fiscal Cidadã conquista mais de 40 mil novos usuários em 2018

Programa pagou mais de R$ 5 milhões a beneficiários e a instituições sociais que realizaram reformas

Por | Edição do dia 23 de janeiro de 2019
Categoria: Alagoas, Notícias | Tags: ,,,,,


A Nota Fiscal Cidadã tem um caráter social e, durante o primeiro evento de 2018, no abrigo Luiza de Marillac, em Bebedouro, o governador Renan Filho declarou seu amor pelo projeto, que há mais de dois anos é uma das principais fontes de transformação de 83 instituições sociais cadastradas na campanha.

 Programa fomenta a cidadania a beneficia diversas entidades sociais ( Foto: Ascom Sefaz)

Em dezembro de 2017, 336 consumidores solicitaram que os créditos gerados pela campanha fossem utilizados como desconto no IPVA 2018. O montante poupado foi de R$ 31.930,73. Em fevereiro do ano passado, a Controladoria-Geral do Estado reuniu representantes das entidades para reforçar a transparência da Nota Fiscal Cidadã na obrigatoriedade da prestação de contas. Durante o exercício anterior foram pagos R$ 5,8 milhões, ao todo foram realizados dez sorteios, cinco para cada categoria.

Em 2018, o programa demonstrou seu poder de força a cada nova reforma, obra e aquisição feita pelos beneficiados. A Juvenópolis pintou o prédio, colocou forro no teto e melhorou a área recreativa. Mais de 300 crianças atendidas aprovaram a mudança.

A Casa dos Amarelinhos revitalizou a quadra de esportes e comprou instrumentos musicais para toda a turma atendida por lá (298 crianças, 240 jovens adultos e 65 idosos).

 Benefício possibilita reformas em Instituições cadastradas no Programa ( Foto: Ascom Sefaz)

Em 2018, ainda houve a inauguração no Lar da Menina, que reformou cozinha, refeitório e sala de telemarketing. Já o Lar de Amparo à Criança para Adoção (Laca) conseguiu inaugurar a instalação de placas solares para possibilitar ao local mais economia de energia elétrica. Sem dúvida, um dos feitos mais sustentáveis da história da NFC.

Outra novidade foi que municípios alagoanos passaram a oferecer serviços da NFC em Salas do Empreendedor, ampliando a disseminação deste trabalho.

Além de tudo houve desafio. Alunos da Escola Estadual Dom Constantino Luers se propuseram a conseguir novos adeptos para a campanha, os quais deveriam adotar também o Instituto Céu Aberto ou a Comunidade Gênesis para o compartilhamento das notas fiscais. A ideia resultou em mais de 800 adesões e maiores chances para as entidades serem contempladas em sorteios.

Por falar em números, em 2018 foram gerados 968.249 bilhetes, 20 novas instituições e 42.913 novos usuários se cadastraram na plataforma do programa. A série de matérias, divulgação em redes sociais e o próprio “boca a boca” contribuíram para expandir ainda mais essa rede de solidariedade e cidadania.

Outra novidade é que a NFC foi inserida no Guia de Serviços do Governo, uma plataforma que integra todas as informações sobre os serviços oficiais dos órgãos estaduais, tudo com mais praticidade.

 Programa fomenta a cidadania a beneficia diversas entidades sociais ( Foto: Ascom Sefaz)

De acordo com a integrante da equipe de Educação Fiscal, Juliane Calheiros, a certeza que fica é que a NFC trilhou um caminho repleto de gratidão. Trabalhos importantes foram apoiados, reconhecidos e disseminados. Instituições que atuam há décadas receberam esforços para continuar fazendo o bem e o cidadão alagoano teve a chance de fazer parte disso, ao mesmo tempo em que recebia parte do seu imposto pago de volta. Trata-se de um ciclo que promete se repetir em 2019.

FAKE NEWS

Em dezembro de 2018 a Fazenda esclareceu e insiste em reforçar que, não realiza nenhum tipo de contato por rede social ou via SMS, com os consumidores contemplados no Programa Nota Fiscal Cidadã. O pagamento das premiações é requisitado única e exclusivamente no sistema da NFC pelos próprios ganhadores.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados