No dia do nutricionista, profissional fala sobre a importância de alimentação saudável

O dia 31 de agosto faz homenagem a um profissão vital para a saúde

Por | Edição do dia 31 de agosto de 2018
Categoria: Notícias, Saúde | Tags: ,,,,,,,,,,,,,


Resultado de imagem para dia do nutricionistaO Dia do Nutricionista é celebrado no 31 de agosto em virtude da criação da Associação Brasileira dos Nutricionistas, em 1949.

O dia+ conversou com a nutricionista Isabel Sendino e destacou algumas dicas importantes para você inserir no seu dia a dia para  manter-se saudável e alcançar o que todo bom nutricionista deseja: uma dieta equilibrada, gostosa e, acima de tudo, livre de modismos ou radicalismo.

É importante ter a consciência de que a indicação de um bom nutricionista é indispensável quando falamos em saúde A nutricionista Isabel Sendino (CRN- 20746), destaca a importância do acompanhamento de um especialista:

"Para se ter uma alimentação saudável deve-se se comer bem e sempre com equilíbrio nada de exageros", lembra a Nutricionista Isabel Sendino

“Para se ter uma alimentação saudável deve-se comer bem e sempre com equilíbrio nada de exageros”, lembra a Nutricionista Isabel Sendino

“O acompanhamento nutricional, com especialista, é a única forma de saber como se alimentar, com qual frequência, quais alimentos são mais adequados a cada objetivo, que nutrientes cada um necessita ou seja: como deve ser nosso padrão alimentar dentro de dados levantados pelo profissional como sexo, idade, peso, altura, tipo de atividade física, objetivo, percentual de gordura corporal, exames laboratoriais e hábitos e preferências alimentares Importante também é o acompanhamento.”

“É nele que avaliamos o andamento do processo, se o objetivo foi atingido, verificamos os pontos fáceis de seguir, os mais difíceis, definimos novas metas, mostramos opções, melhoramos o cardápio, e mudamos a dieta conforme a necessidade e ainda estimulamos nossos pacientes em sua reeducação alimentar, porque entendemos que a alimentação adequada tem que ser por toda vida.”, destaca.

Veja abaixo algumas dicas para se manter saudável e ativo

Dietas radicais não funcionam

O grande problema das dietas rígidas é que as pessoas usam planos de refeição que fornecem cerca de 800 calorias por dia, em um curto espaço de tempo. E quando elas terminam o período de dieta e voltam a se alimentar de forma normal, elas ganham todo o peso perdido novamente.

Dietas radicais, são dietas de baixas calorias, perdemos peso quando consumimos menos calorias do que queimamos, não importa o quão estranho ou sensato seja a dieta. Mas a maior parte do peso perdido em uma dieta radical de curto prazo é fluido. Dietas muito restritas , principalmente aqueles de baixa quantidade de hidratos de carbono, fazem com que o corpo utilize as reservas de carboidratos, conhecido como glicogênio do fígado e músculo.

Valorize comida de verdade, não suplementos

A utilização de suplementos vem se tornando mais comum a cada dia. Possivelmente isso se deve à esperança que as pessoas têm de obter resultados rápido de perda de peso ou até mesmo substituir as refeições de maneira mais prática. O que muita gente esquece é que nem sempre os suplementos são equilibrados de maneira adequada e podem até apresentar efeitos colaterais.

Há exemplos de suplementos polivitamínicos no mercado que oferecem quantidades maiores do que a real necessidade e até mesmo o limite tolerável pelas pessoas. O problema disso é que algumas pesquisas têm mostrado que uma má suplementação pode aumentar o risco de doenças do coração. O excesso de proteínas também pode sobrecarregar a função dos rins. Como esses efeitos negativos para a saúde estão sendo investigados, é preciso ficar atento!

Nutrição e combate a doenças

Além da obesidade, a má alimentação pode causar vários outros problemas. Doenças cardíacas, mudanças de humor, diabetes, hipertensão e outros males também podem ser consequência de uma dieta mal balanceada.

É comprovado cientificamente que a boa alimentação pode prevenir várias doenças e ajudar no combate a tantos outros males, como exemplo a obesidade”, ressalta.

ALIMENTOSVeja abaixo alguns alimentos que ajudam na melhoria e até na cura de algumas doenças:

Depressão, ciclo do sono e manutenção da memória

Alimentos como banana, castanhas, nozes  ovos (que são ricos em triptofano) e cereais integrais  ajudam a regularizar os níveis do neurotransmissor serotonina.

A castanha do Pará é rica em selênio, mineral que age sobre a fadiga e melhora o humor.

Fígado, agrião, espinafre, brócolis, beterraba são fontes de ácido fólico que tem ação antidepressiva.

Mal de Alzheimer

De acordo com pesquisadores, indivíduos que ingerem doses diárias de vitaminas e minerais reduzem as chances de desenvolver a doença.

Entre os nutrientes, os que parecem ter mais “efeito” no combate ao mal são os antioxidantes, vitamina E, C, A, que ajudam no combate aos radicais livres.

Suas principais fontes são: manteiga, leite, gema de ovo, fígado, espinafre, germe de trigo, nozes, carnes, óleos vegetais, goiaba, morango, laranja, tomate, agrião.

Doenças cardiovasculares

Os principais fatores de risco para desenvolver problemas do coração são hipertensão, colesterol e triglicérides elevados, entre outros. Então, vale a pena investir em hábitos alimentares que previnam contra o aparecimento dessas doenças.

O azeite de oliva é rico em ácidos graxos monoinsaturados e ajuda a manter os níveis de colesterol total dentro dos limites normais e aumenta os níveis do HDL (o colesterol bom).

Os peixes são ricos em ômega 3 e auxiliam na redução da pressão arterial, diminuição das taxas de triglicérides e colesterol total no sangue. Outros alimentos como: nozes e castanhas também são fonte de ômega 3.

Estresse crônico

A laranja promove um melhor funcionamento do sistema nervoso. É um ótimo relaxante muscular e ajuda a combater o estresse e prevenir a fadiga.

A alface contém a lactucina e lactupicrina, encontradas principalmente nos talos das folhas, atuam como calmante.

Peixes e frutos do mar diminuem o cansaço e a ansiedade, pois contêm zinco e selênio que agem diretamente no cérebro.

One thought on “No dia do nutricionista, profissional fala sobre a importância de alimentação saudável”

  1. Monica Lima Costa disse:

    Muito bom , precisamos de informações para melhorar-mos nossa saúde .

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados