Nesta terça-feira, três casos de violência doméstica foram registrados em AL

Em um dos casos, a vítima era uma grávida com sinais de violência física

Nesta terça-feira, três casos de violência doméstica foram registrados em AL

Em um dos casos, a vítima era uma grávida com sinais de violência física

Por | Edição do dia 20 de novembro de 2019
Categoria: Ultimas Notícias | Tags: ,,,,,


Reprodução da Internet

Foto: Divulgação

Nesta terça-feira, 19, três casos de violência doméstica foram registrados em Alagoas. Em um dos casos, a vítima é uma mulher grávida que apresentava lesões pelo corpo. Nos três casos os acusados foram autuados com base na Lei Maria da Penha.

Segundo o relatório do Centro Integrado de Operações (Ciosp), os casos aconteceram no centro de Arapiraca, no centro de Paripueira e no Barro Duro, em Maceió.

Na ocorrência em Arapiraca, a guarnição motorizada Pelopes 01, pertencente ao 3º Batalhão de Polícia Militar (BPM), foi informada por populares, durante patrulhamento, que o ex-companheiro de uma mulher estava perseguindo e a ameaçando.

A guarnição foi até o endereço indicado e encontrou vítima e acusado. Em seguida, os dois foram conduzidos para a Delegacia Central de Polícia Civil de Arapiraca, onde o acusado, identificado como André Antônio Nascimento, 36, residente do bairro Senador Arnon de Melo, foi autuado por ameaça com base na Lei Maria da Penha.

O caso registrado em Paripueira diz respeito a um casal, onde a vítima afirma que o esposo, identificado como Paulo Jorge Vieira de Oliveira, 59, a agrediu fisicamente.

A guarnição motorizada Brisa Tática foi informada sobre o caso, foi ao endereço do casal e encaminhou os dois até a delegacia do município, onde o acusado foi autuado por lesão corporal com base na Lei Maria da Penha.

Já o último registro, que aconteceu em Maceió, revela que a vítima, uma mulher grávida, apresentava sinais de violência. O acusado Bruno de Melo Ribeiro, 19, e vítima foram encaminhados por policiais militares até a Central de Flagrantes II, localizada no Complexo de Delegacias Especializadas (Code), no bairro Mangabeiras, onde o acusado foi autuado por lesão corporal dolosa e ameaça com base na Lei Maria da Penha.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados