Bom Dia!, Quarta-Feira - 8 de Abril de 2020

 

Nenê defende força máxima contra o São Paulo e se “escala”: “Sou fominha”

/ 9:59 - 21/09/2015

Meia vascaíno diz que Jorginho não conversou com grupo sobre poupar jogadores na Copa do Brasil.


Poupar ou não, eis a questão? No Vasco, a opção de preservar jogadores mais desgastados, priorizando o objetivo principal do clube que é a fuga do rebaixamento no Campeonato Brasileiro, não entrou em pauta. Ao menos por enquanto. Jorginho não conversou ainda com o elenco sobre o assunto, de acordo com Nenê. O meia cruz-maltino, aliás, tem uma resposta na ponta da língua caso o treinador lhe consulte a respeito. “Fominha”, ele defendeu que o time entre com força máxima nesta quarta-feira contra o São Paulo, às 22h (de Brasília), no Morumbi, pelo duelo de ida das quartas de final da Copa do Brasil.

– Estou sempre pronto para o jogo, sou muito fominha (risos). Se depender de mim, ninguém fica fora. Não conversamos ainda sobre isso, mas não temos esse sistema de rodízio. Estamos nos recuperando bem, isso que é muito importante. Não sei como vai ser, o Jorginho ainda não conversou com a gente, mas não seria problema nenhum jogar com força máxima – garantiu o meia, que fez o primeiro gol na vitória sobre o Sport e seu terceiro pelo clube.

A maratona de dois jogos por semana parece ainda não ter causado grande desgaste no elenco cruz-maltino, apesar de alguns problemas musculares pelo caminho. Martín Silva, Leandrão, Jorge Henrique e Diguinho, por exemplo, são alguns dos jogadores que passaram recentemente pelo departamento médico. Nenê admite que em algum momento pode ser necessário fazer rodízio, mas que por enquanto a maneira encontrada de driblar o cansaço está dando certo.

O mais importante é a recuperação depois do jogo. A comissão técnica está trabalhando muito isso, nós praticamente nem treinamos entre um jogo e outro. Fundamental é chegar no jogo seguinte recuperado. Comer bastante, se alimentar direito… Não gosto muito de falar em relação a rodízio. Às vezes, uma hora ou outra vai precisar. Em campo a gente tem que passar esse feedback (retorno) para eles.

Após ver o time conquistar 10 dos últimos 12 pontos disputados no Brasileiro, Nenê disse que a equipe está confiante e que é possível sonhar com o título da Copa do Brasil e a vaga na Libertadores de 2016. Para isso, precisa passar pelo São Paulo, e um empate no Morumbi é visto com bons olhos pelo meia.

– São dois jogos, como se fossem dois tempos. Temos que ter muita inteligência, concentração, não podemos sair de lá com um resultado negativo. Seria importante conseguir o resultado lá, mas o empate não seria um mau resultado, não. A gente pode, sim, conquistar essa copa. Caminho mais curto (para a Libertadores). Temos essa chance, temos que pensar nisso. Time tem qualidade, infelizmente no Brasileiro estamos nessa situação. Livrar do rebaixamento e ser campeão seria um ano perfeito, histórico.

Com 23 pontos no Brasileiro, o time de Jorginho está a oito do Goiás, primeiro fora do Z-4. O Cruz-Maltino volta a campo pela competição de pontos corridos no próximo domingo, às 16h (de Brasília), para o clássico com o Flamengo no Maracanã. Antes, porém, a equipe visita o São Paulo quarta-feira, pela Copa do Brasil.

 

Fonte Globo Esporte


Comentar usando