Natara Ney e Gilvan Barreto lançam na internet depoimentos sobre preconceito, violência e desigualdade social

As entrevistas fazem parte do projeto Novo Mundo, selecionado pelo Rumos Itaú Cultural, e abordam as diversas formas de violência no Brasil.

Por | Edição do dia 22 de março de 2020
Categoria: Cultura | Tags: ,,,,,


Natara EM 2001 quanto ganhou o Festival do Rio com o seu curta " Um outro Ensaio". Crédito: Lucas Conrrado.

Natara em 2011 quando ganhou o Festival do Rio com o seu curta ” Um outro Ensaio”. Crédito: Lucas Conrado.

Em tempos de ficar em recolhimento em casa, buscar programação oferecida online é uma boa opção. Dentro de poucos dias, em 24 de março, subirá no Youtube o primeiro episódio do projeto Novo Mundo, que também conta com um curta-metragem com estreia a ser definida. Contemplada pelo Rumos Itaú Cultural 2017-2018 e realizada pelos diretores e roteiristas Natara Ney e Gilvan Barreto, esta série traz entrevistas de 16 pessoas entre artistas, políticos, líderes religiosos, comunicadores, ativistas sociais sobre temas como preconceito, violência de estado e desigualdade social. Todas às terças-feiras, a partir da data de lançamento, será disponibilizado um novo depoimento neste endereço: https://www.youtube.com/channel/UCXMNF7raIzW433xHLKYRNxg.

O primeiro vídeo é da cientista social, pastora evangélica e deputada estadual pelo PSOL, Mônica Francisco. Ela fala sobre intolerância da elite, o que é ser mulher negra no Brasil, vulnerabilidade, explica como o racismo no país é naturalizado, diferentemente dos Estados Unidos, entre outras coisas. Na próxima semana, é a vez do pastor Henrique Vieira, cientista social, historiador e teólogo versar sobre a diferença entre espiritualidade, religião e fundamentalismo, fazendo um contraponto sobre quem seria Jesus Cristo, se estivesse vivo, nos dias de hoje.

A série de depoimentos conta, em ordem, com Mãe Meninazinha, iyalorixá do terreiro de Candomblé Ilê Omulu Oxum; Dofono de Omulu, babalorixá do Ilê Axé Omim Layó, músico e agente cultural; Ruth Mariana, atriz refugiada de Angola; Eliana Souza, educadora e ativista social, fundadora e diretora da ONG Redes da Maré; Tainá de Paula, arquiteta e urbanista e coordenadora regional do Projeto Brasil Cidades; Ana Clara Telles, Mestra em Relações Internacionais, especialista em Análise de Políticas Públicas e integrante do Coletivo Movimentos, na Maré; Jacqueline Muniz, antropóloga, cientista política, professora e especialista em segurança pública.

Tem também Gizele Martins, jornalista, integrante do Fórum de Juventude; MC Martina, poetisa, rapper, produtora e integrante do Coletivo Movimentos; Jessica Souto, compositora, produtora e integrante do Coletivo Movimentos; Aline Ribeiro, jornalista e produtora audiovisual; Mohana Uchôa, atriz pernambucana protagonista do filme Novo Mundo; Sol Miranda, atriz e preparadora de elenco; e Bruna da Silva, ativista pelos direitos humanos e mãe de Marcos Vinícius, estudante morto aos 14 anos pela polícia na Maré.

Curta-metragem

Baseado nos 16 depoimentos coletados, Natara Ney e Gilvan Barreto criaram um curta-metragem ficcional encenado por Mohana Uchôa, com narração de Zezé Mota, a ser lançado ainda neste ano. “Um paraíso para os olhos, esta frase gasta define o lugar onde a personagem chega: a Terra Sem Males”, explica Barreto. “Depois de caminhar por ruínas e matas devastadas, ela percebe que aquele país foi erguido sobre o sangue de muitos povos. Esse conhecimento poderia deixa-la paralisada, criar medo, mas inspiram atos de coragem.”

Acesa

Com um primeiro vídeo lançado no dia 4 de março, Acesa conta com 15 episódios-encontros da musicista pernambucana Alessandra Leão com mestras, mestres, músicos e líderes religiosos, ligados às tradições do Coco, Ciranda, Maracatu de Baque Solto, Jurema, Umbanda e Candomblé. Assim como Novo Mundo, cada capítulo é disponibilizado semanalmente, só que este às quartas-feiras. Esta websérie é fruto de imersão idealizada pela artista como parte do processo criativo para o seu novo disco de mesmo nome. Ela também é encontrada no Youtube, no endereço https://www.youtube.com/user/alessandraleao.

Acesa foi inspirada pelo livro Cidade Passo, da artista visual Vânia Medeiros. Para a produção do projeto, Alessandra reuniu um grupo formado pelo músico, arranjador e produtor Caçapa, o cineasta Luan Cardoso, a atriz e dramaturga Luciana Lyra, além da própria Vânia.

Cada encontro teve como única regra acontecer caminhando à deriva, apenas com ponto de partida escolhido e trajeto conduzido pelo convidado, investigando as relações entre música, transe, poesia e cidade. “Penso na música como algo sagrado, seja dentro do ambiente religioso, seja nos terreiros da rua, seja em um show ou em casa. Gosto do sagrado que ilumina a alma pela fé e pela festa”, conta Alessandra. “A arte ligada às diferentes tradições me ensina desde muito tempo o quão fortalecedor é brincar juntos, como isso nos mantém de pé, como é profundo e potente.”

A partir do dia 25, os episódios que entram no ar são os dos pernambucanos Pai Cacau, Paulinho Carrapeta, Alexandre L’omi L’òdo, Mãe Beth D´Oxum, Nilton Jr, Guitinho da Xambá, Babalorixá Ivo de Oxum, Mestre Barachinha e Aurinha do Coco, e dos paulistas de Guarulhos Pai Luiz Soliano e Mãe Marilda Soliano. Já estão online os vídeos das paraibanas Odete de Pilar e Ana do Coco e de Metre Galo Preto, de Pernambuco.

No site de Alessandra (https://www.alessandraleao.com.br), as pessoas têm acesso a mais informações sobre as obras dos artistas retratados.

Gilvan Barreto, gaúcho e apaixonado pelo cinema. Crédito: Internet.

Gilvan Barreto, gaúcho e apaixonado pelo cinema. Crédito: Internet.

Septo

No canal de Youtube Brasileiríssimos (https://www.youtube.com/user/br4sileirissimos), o público encontra as três temporadas da websérie potiguar Septo, da Caboré Audiovisual. A terceira temporada, lançada também neste mês, dia 8, possui seis episódios, disponibilizados aos domingos.

Nesta última temporada, depois da traumática perda do pai, durante sua despedida do esporte que consumiu boa parte de sua vida, a triatleta Jéssica Borges corre contra o tempo para se curar de um câncer que degrada cada dia mais seu corpo. Enquanto Lua, sua namorada, precisa visitar seu passado para fazer as pazes com o futuro.

Antes de descobrir a doença, Jéssica era uma triatleta saudável, recordista e de carreira promissora com a vida regrada e controlada pelo pai. Foi em uma manhã de treino, após receber a notícia de que seria convocada para as Olimpíadas, que passou mal em mar aberto e foi socorrida por Lua, dona de um Albergue e Escolinha de Surf que fica nas proximidades. O encontro com alguém tão oposta fez com que ela repensasse uma vida inteira aprisionada, com abdicação dos seus desejos e felicidade artificial programada.

“O argumento da série foi concebido de maneira bem peculiar, muito impulsionado pelo desejo de representatividade minha, enquanto mulher, nordestina e LGBT, mas também por uma necessidade – quase fisiológica – de escrever uma história na qual eu tivesse espaço para exercer a minha arte primeira, que é ser atriz”, conta Alice Carvalho, que além de idealizadora e roteirista da série, interpreta a protagonista.

Itaú Cultural

Neste período de suspensão de atividades presenciais em sua sede, o Itaú Cultural está ampliando a produção de conteúdo para diversos públicos, como podcasts, cursos de EAD e vídeos, no site e redes sociais da instituição e na Enciclopédia Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. Para acessar: www.itaucultural.org.br.

Sobre o Rumos Itaú Cultural

As três programações mencionadas, são resultado de projetos selecionados pelo Rumos Itaú Cultural 2017-2018. Este é um dos maiores editais de financiamento de projetos culturais do país, o Programa Rumos, é realizado pelo Itaú Cultural desde 1997, fomentando a produção artística e cultural brasileira. A iniciativa recebeu mais de 64,6 mil inscrições desde a sua primeira edição, vindos de todos os estados do país e do exterior. Destes, foram contempladas mais de 1,4 mil propostas nas cinco regiões brasileiras, que receberam o apoio do instituto para o desenvolvimento dos projetos selecionados nas mais diversas áreas de expressão ou de pesquisa.

Os trabalhos resultantes da seleção de todas as edições foram vistos por mais de 7 milhões de pessoas em todo o país. Além disso, mais de mil emissoras de rádio e televisão parceiras divulgaram os trabalhos selecionados.

Nesta edição de 2017-2018, os 12.616 projetos inscritos foram examinados, em uma primeira fase, por uma comissão composta por 40 avaliadores contratados pelo instituto entre as mais diversas áreas de atuação e regiões do país.

Em seguida, passaram por um profundo processo de avaliação e análise por uma Comissão de Seleção multidisciplinar, formada por 21 profissionais que se inter-relacionam com a cultura brasileira, incluindo gestores da própria instituição. Foram selecionados 109 projetos, contemplando todos os estados brasileiros.

 

SERVIÇO:

Rumos Itaú Cultural 2017-2018

Novo Mundo

Dia 24 de março: episódio 1 – Mônica Francisco

Dia 31 de março: episódio 2 – Henrique Vieira

Dia 7 de abril: episódio 3 – Mãe Meninazinha

Dia 14 de abril: episódio 4 – Dofono de Omulu

Dia 21 de abril: episódio 5 – Ruth Mariana

Dia 28 de abril: episódio 6 – Eliana Souza

Dia 5 de maio: episódio 7 – Tainá de Paula

Dia 12 de maio: episódio 8 – Ana Clara Telles

Dia 19 de maio: episódio 9 – Jacqueline Muniz

Dia 26 de maio: episódio 10 – Gizele Martins

Dia 2 de junho: episódio 11 – MC Martina

Dia 9 de junho: episódio 12 – Jessica Souto

Dia 16 de junho: episódio 13 – Aline Ribeiro

Dia 23 de junho: episódio 14 – Mohana Uchôa

Dia 30 de junho: episódio 15 – Sol Miranda

Dia 7 de julho: episódio 16 – Bruna da Silva

Disponível na página de Youtube do projeto:

https://www.youtube.com/channel/UCXMNF7raIzW433xHLKYRNxg

 

Acesa

Março

Dia 4 – Odete de Pilar

Dia 11 – Ana do Coco

Dia 18 – Mestre Galo Preto

Dia 25 – Pai Cacau

Abril

Dia 1 – Paulinho Carrapeta

Dia 8 – Alexandre L´omi L´òdo

Dia 15 – Mãe Beth D´Oxum

Dia 22 – Nilton Jr

Dia 29 – Guitinho

Maio

Dia 6 – Babalorixá Ivo de Oxum

Dia 13 – Mestre Barachinha

Dia 20 – Aurinha do Coco

Dia 27 – Pai Luiz Soliano

Junho

Dia 3 – Mãe Marilda Soliano

Dia 10 – Derivas

 

Septo

Playlists:

1ª temporada: http://bit.ly/SEPTO-T01

2ª temporada: http://bit.ly/SEPTO-T02

3ª temporada: http://bit.ly/SEPTO-T03
Episódios disponíveis em: 

8 de março (Episódio 01 – Fim, direção: Tereza Duarte)

15 de março (Episódio 02 – Sonâmbula, direção: Vitória Real)

22 de março (Episódio 03 – Zona de conflito, direção: André Santos)

29 de março (Episódio 04 – Zona de conforto, direção: André Santos e Tereza Duarte)

5 de abril (Episódio 05 – Começo, direção: André Santos e Vitória Real)

12 de abril (Episódio 06 – Até Logo direção: Vitória Real e Tereza Duarte)

 

Redes sociais:

Septo: https://www.instagram.com/septowbs/

https://www.facebook.com/septoWBS/
Coletivo Caboré Audiovisual:

https://www.instagram.com/caboreaudiovisual/ | https://www.facebook.com/coletivocaboreaudiovisual

Assessoria de Imprensa:

Conteúdo Comunicação

Fone: 11.5056-9800

Cristina R. Durán:  cristina.duran@conteudonet.com

Mariana Zoboli: mariana.zoboli@conteudonet.com

Roberta Montanari: roberta.montanari@conteudonet.com

No Itaú Cultural:

Larissa Correa: larissa.correa@terceiros.itaucultural.org.br

Fone: 11.2168-1950

Rumos Itaú Cultural

Carina Bordalo: carina.bordalo@terceiros.itaucultural.org.br

Fone: 11.2168-1906

www.conteudocomunicacao.com.br

www.twitter.com/agenciaconteudo

www.facebook.com/agenciaconteudo

 

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados