Mutirão da Saúde realiza mais de 400 atendimentos no primeiro dia de Governo Presente

ação ocorreu no Hospital Regional do Norte (HRN), localizado na cidade de Porto Calvo

Mutirão da Saúde realiza mais de 400 atendimentos no primeiro dia de Governo Presente

ação ocorreu no Hospital Regional do Norte (HRN), localizado na cidade de Porto Calvo

Por Assessoria | Edição do dia 19 de novembro de 2021
Categoria: Alagoas, Saúde | Tags: ,


Cadeirante Maria José da Silva, moradora de Matriz do Camaragibe, não escondia a expectativa para realizar a avaliação do pé diabético (Foto: Carla Cleto)

Durante o primeiro dia da 11ª edição do Governo Presente, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) realizou 415 atendimentos médicos, no primeiro mutirão da saúde promovido após o início da pandemia da Covid-19. A ação ocorreu no Hospital Regional do Norte (HRN), localizado na cidade de Porto Calvo, e ofertou aferição de pressão arterial e glicemia, orientação nutricional, medição de peso e altura, avaliação de pé diabético e vascular.

Ao longo do dia, foram realizadas 215 consultas cirúrgicas, 200 vasculares e cinco clínicas. Também foram feitos 59 exames laboratoriais, 20 ultrassons, 16 consultas com anestesiologistas, 35 eletrocardiogramas e uma tomografia. Após os exames pré-operatórios foram agendados 11 procedimentos cirúrgicos.

O diretor do HRN, José Ribeiro Neto, explicou que o Governo Presente, na região Norte, visa acelerar os atendimentos da demanda reprimida pela Covid-19. “A região Norte é uma área muito carente de estruturas de saúde. Por isso, nosso objetivo é oferecer consultas pré- cirúrgicas e assegurar que os pacientes aptos, possam realizar essas cirurgias aqui mesmo no hospital, zerando a fila de espera por cirurgias nesta região. Também vamos oferecer exames de ultrassonografia, laboratoriais e tomografias para acelerar o diagnóstico”, salientou.

Entusiasmada, Maria Luciane Batista, da cidade de Matriz do Camaragibe, chegou cedo e aguardou o atendimento para o neto Miguel Batista, de 5 anos. Ele espera a realização da cirurgia de hérnia há quatro anos.

Foto: Assessoria

“Faz quatro anos que estou nessa luta buscando por cirurgia para meu neto. No primeiro ano o médico pediu que esperasse ele crescer um pouco mais para realizar, mas, agora, a médica pediu com urgência, porque ele já tem cinco anos e está prejudicando, tendo crise, incomodando quando vai brincar. Ele reclama muito que está doendo. E graças a Deus, sou muito grata por estar aqui, pois agora sei que ele será operado”, comemorou.

Já a cadeirante Maria José da Silva, também moradora da cidade de Matriz do Camaragibe, não escondia a expectativa para realizar a avaliação do pé diabético. “Eu vim procurar tratamento para o meu pé, que está com uns três anos que não sara; faz 20 anos que fiz a cirurgia. Minha esperança é ficar boa, poder usar a minha muleta e sair dessa cadeira de rodas, em nome de Jesus”, salientou.

Moradora de Porto Calvo, Marinalva de Oliveira, também chegou cedo para garantir atendimento para a mãe. Ela explicou que a aposentada Amara Antônio de Oliveira, de 82 anos, sofre há alguns anos com fortes dores nas pernas.

“Chegamos aqui logo cedo, trouxe minha mãe para o atendimento vascular, porque ela está sentindo muitas dores nas pernas. Já tomou remédios e não passou. Daí viemos para o mutirão, encaminhadas pelo agente de saúde. É muito sofrimento, minha mãe sofre há anos com muitas dores nas pernas e no joelho. Ela já fez exames e trouxe aqui para o médico ver também”, frisou.

O cirurgião vascular, Bruno Veloso, ressaltou a importância de levar atendimento especializado para região. “A participação da população no mutirão está sendo muito proveitosa, principalmente da população local, que aguardava, há muito tempo, por um atendimento mais especializado. E para nós, enquanto profissionais da saúde, é muito gratificante poder ajudar os pacientes, não só no tratamento, mas nas orientações”, finalizou.

Entrega ambulâncias

Ainda durante o primeiro dia do 11º Governo Presente, a Sesau entregou ambulâncias que vão ampliar a frota do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), bem como, qualificar o transporte sanitário dos municípios localizados na região Norte de Alagoas. Ao todo, 150 novas ambulâncias foram adquiridas com recursos próprios do Governo do Estado.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados