Boa Tarde!, Domingo - 17 de Novembro de 2019

 

Música de Luiz Gonzaga é hino do revezamento da tocha olímpica

Rio2016 / 9:17 - 23/05/2016


“Minha vida é andar por esse país, pra ver se um dia eu descanso feliz”. As palavras de Luiz Gonzaga (1912-1989), eternizadas na música ‘A Vida do Viajante’, hoje ditam o ritmo dos 12 mil brasileiros que conduzem a tocha Olímpica dos Jogos Rio 2016 por mais de 20 mil quilômetros nas cinco regiões do Brasil. Lançada oficialmente nesta sexta-feira (20), a trilha, que já acompanha o revezamento, sobe em um tom a brasilidade do clássico do ‘Rei do Baião’ e mixa seis gêneros musicais típicos do país-sede em uma única faixa.

Lançada no final de 1953, “A vida de viajante” fala sobre as emoções e lembranças vividas durante uma peregrinação pelo país. Na versão atual, os músicos e bandas Marcelo Jeneci, Luan Forró Estilizado, Cesar Menotti e Fabiano, Sorriso Maroto, Roberta Sá, Mc Koringa e Malta “revezam’ os versos da canção misturando os ritmos da mpb, do forró, do sertanejo, do samba, do funk e do rock, respectivamente.

Alagoana Marta conduz a tocha olímpica (Foto: divulgação)

Alagoana Marta conduz a tocha olímpica (Foto: divulgação)

Do som do acordeão, a música inicia com a voz e violão de Macelo Jeneci, que dá a vez para o tilintar do triângulo do forró estilizado de Luan. Em seguida, o grave potente de Cesar Menotti e Fabiano toma conta da canção, para ser substituído pelo batuque ritmado dos sambistas Roberta Sá e Sorriso Maroto. A música então traz o ‘batidão’ de Mc Koringa e fecha no grito rouco da voz e guitarra da banda Malta.

“Foi um desafio e tanto fundir todos esses gêneros musicais em uma só canção. Mas tudo fluiu naturalmente e ficamos muito satisfeitos com o resultado. Quem escutar pode perceber como as vozes e ritmos vão se encaixando de forma fluida, e a música vai crescendo a cada estrofe, sobe um tom quando chega no samba e atinge seu ápice com todos juntos no final”, contou o diretor de Projetos Artísticos da Som Livre, Marcelo Frauches.

Bruno Cardoso, vocalista do grupo Sorriso Maroto, também aprovou a mistura Olímpica. “Para nós, músicos, interpretar uma música de Luiz Gonzaga é um privilégio. Gravar essa nova versão, então, foi o maior barato. Fizemos uma brincadeira com a Roberta Sá, onde misturamos duas vertentes do samba: o mais tradicional da Roberta, e a interpretação mais jovem do Sorriso. Isso deu um tempero muito interessante”, contou.

No anúncio oficial, Mario Andrada, diretor-executivo de Comunicação do Comitê, classificou o processo de escolha da música para o revezamento como “amor à primeira vista”. “Parece que o Luiz Gonzaga previu que a tocha Olímpica ia rodar o Brasil. Tivemos momentos de rápida infidelidade, quando checamos outras músicas, mas desistíamos já na segunda estrofe, porque nenhuma casava tão perfeitamente quanto ‘A Vida do Viajante’”, disse.

Escute a música completa clicando aqui.


Comentar usando