, Quinta-Feira - 9 de Abril de 2020

 

Mulheres se destacam no empreendedorismo em Alagoas

Iracema Ferro - Repórter / Joana Paiva - Colaboradora / 8:18 - 08/03/2020

Em Alagoas não faltam exemplos inspiradores de mulheres fortes, empoderadas e cheias de vontade de mudar o mundo


Foto: Arquivo pessoal

Foto: Arquivo pessoal

As mulheres conquistaram independência financeira, gostam de comprar uma roupa nova, querem um amor para chamar de seu, trabalham para melhorar a autoestima e cuidam da saúde. São decididas e muitas vezes precisam esconder sua sensibilidade, seus sentimentos. “As mulheres são fortes. Não fortes entre aspas. Fortes. Sem porém. Fortes e ponto”, diz uma propaganda de produto de higiene pessoal bem realista acerca do gênero feminino.

Neste domingo, dia 8 de março, é comemorado o Dia Internacional da Mulher. Como nos outros dias do ano, cada vez mais fica evidente que elas estão ganhando espaço e buscando novos horizontes. Em Alagoas não faltam exemplos inspiradores de mulheres fortes, empoderadas e cheias de vontade de ajudar a mudar o mundo onde vivem, dentro das mais diversas áreas.

Uma dessas mulheres é a jornalista, Luana Nunes. Jovem, bela, inteligente, cheia de boas ideias e energia, ela ainda é empreendedora. A CEO da agência de comunicação Algo Mais coordena uma equipe com 11 colaboradores, fazendo a ‘ponte’ entre seus assessorados e a mídia, ajudando com a comunicação a resolver conflitos e levar informação de qualidade. Luana ainda arruma tempo para, sempre que é convidada, conversar com os estudantes da área e levar sua experiência empreendedora.

“Nós, mulheres, ganhamos mais espaço no mercado de trabalho, estamos indo em busca de empregos compatíveis às nossas qualificações profissionais e escolhemos, entre outras coisas, ser bem-sucedidas em nossas carreiras. A autonomia feminina permite-nos que não fiquemos mais restritas ao lar e seus afazeres domésticos, mas que possamos, também, liderar pessoas e comandar empresas, universidades e estados. A partir disso, nós deixamos de ser coadjuvantes para sermos protagonistas do nosso próprio negócio, das nossas escolhas pessoais, financeiras e profissionais, dando-nos poderes sobre nós mesmas”, afirma Luana.

Jornalista e empreendedora Luana Nunes - Foto: Arquivo pessoal

Jornalista e empreendedora Luana Nunes – Foto: Arquivo pessoal

Diferente de décadas atrás, quando as mulheres só se realizavam depois de casarem e serem mães, hoje as mulheres encontram no sucesso profissional um grande combustível para autoestima e realização pessoal. Muitas, como Luana, vencem obstáculos e conseguem ter êxito no empreendedorismo.

“Entendo que autoestima é o quanto eu estou me sentindo bem, com as escolhas que eu faço, na minha vida para a minha história. Há dez anos eu decidi empreender em uma área muito difícil do nosso mercado, que é a Comunicação Institucional. Venci vários desafios e preconceitos, mas nenhum deles foi capaz de abalar minha estrutura emocional ou, até mesmo, a minha autoestima. Sinto-me uma mulher profissionalmente realizada e o que mais me dá satisfação nesta área do empreendedorismo é poder empregar profissionais que saem das universidades ávidos por uma oportunidade. Gerar emprego e contribuir com a renda de novas famílias me deixam mais felizes que uma limpeza de pele. Empreender me faz sentir bem”, assinala.

Sobre trabalhar com outras mulheres, ela destaca o diferencial do sexo feminino, sem deixar de valorizar o potencial masculino que, para ela, é uma combinação perfeita para excelentes resultados.

“A questão de gênero não é um critério para trabalhar comigo, aqui na agência Algo Mais Consultoria e Assessoria. Nós avaliamos a técnica, a competência, o comprometimento e o equilíbrio emocional. Não importa se é homem ou mulher. Entendo que precisamos ter um bom relacionamento interpessoal, respeitar e ser respeitado dentro e fora do ambiente profissional. Gosto de trabalhar com os dois sexos por entender que ambos se completam. No entanto, devo admitir que a intuição feminina e a sua habilidade em lidar com as atividades diárias fazem a diferença nos relacionamentos construídos com cada cliente ou com os colegas de trabalho. Por acaso, aqui na Algo Mais somos um total de oito mulheres e quatro homens. Mas, repito, isso não é um critério; aqui é tudo orgânico e verdadeiro”, defende.

EMPODERA

Foto: Arquivo pessoal

Danielle e Vainá – Foto: Arquivo pessoal

E quando mulheres se juntam para ensinar outras mulheres a empreender? O Exercício de sororidade só podia gerar empoderamento e levar ao sucesso.

Com a ideia de reunir empreendedoras para compartilhar suas experiências, as idealizadoras da Rede Mercado Mulher e da iniciativa “Projeta, Mulher”, respectivamente, Danielle Cândido e Valná Dantas lançaram em 2019 o Empodera – maior encontro de empreendedorismo feminino de Alagoas. A 1ª edição do evento reuniu 300 mulheres, e o tema foi o seu próprio propósito: o Empoderamento Feminino.
A ideia de realizar o Empodera surgiu com a vontade de Danielle de fazer um encontro maior do que os já feitos pela Rede Mercado Mulher. Só que para isso, ela iria precisar de parcerias.

“Como novembro é o mês do empreendedorismo feminino e a Rede já realiza esses encontros com empreendedoras, eu tive a ideia de fazer um evento parecido com o Café com Empreendedoras (atual Papo da Rede) só que bem maior. Enquanto o Café reúne uma média de 40 mulheres, eu queria lotar um auditório nesse evento. Então falei com a Valná, que é responsável pela iniciativa do ‘Projeta, Mulher’, e ela topou”, conta Danielle Cândido, fundadora da Rede Mercado Mulher e correalizadora do evento.

O Empodera nasceu com a necessidade de levar conteúdo, networking, mentorias gratuitas e oportunidades que as empreendedoras precisam para abrir ou manter o próprio negócio, e serem capazes de fazer uma boa gestão, entender melhor o mercado de trabalho. “Um evento todo pensado por mulheres e para mulheres de Alagoas, para mostrar a nossa força e também nos unir para ocupar o espaço que merecemos no mundo dos negócios”, destaca a editora-chefe da Revista Due, Valná Dantas, uma das realizadoras do evento.

“Unir forças é um dos grandes propósitos da jornada empreendedora, afinal, ninguém é grande sozinho. Que esse sentimento de sororidade chegue nas alagoanas e se multiplique para mudar realidades e fazê-las perceber que podem ser grandes líderes nos negócios e na vida”, ressalta Danielle Cândido.

“O Empodera representou um encontro de muita troca. Troca de experiências, energia, apoio e inspirações. Recebeu mulheres de diferentes setores, rendas e localizações, mas todas dividindo a vontade de crescer com suas marcas e negócios. Já na primeira edição, considerando que o evento era novo e ninguém conhecia, recebemos 300 mulheres. Em 2020, gostaríamos de multiplicar esse número, pois tudo que nos faz melhores e mais fortes merece ser compartilhado e alavancado. Assim esperamos que seja a edição 2020: recheada de mulheres incríveis e empoderadas”, avalia Valná Dantas.


Comentar usando