Mulher que tocou fogo no namorado deu justificativa falsa a polícia sobre o ato

Segundo o delegado Manoel Wanderley, a acusada disse que a vítima havia estuprado sua irmã, mas segundo a mãe da acusada, a justificativa é falsa

Mulher que tocou fogo no namorado deu justificativa falsa a polícia sobre o ato

Segundo o delegado Manoel Wanderley, a acusada disse que a vítima havia estuprado sua irmã, mas segundo a mãe da acusada, a justificativa é falsa

Por | Edição do dia 24 de janeiro de 2020
Categoria: Ultimas Notícias | Tags: ,,


MulherPresa

Foto: Divulgação

O delegado Manoel Wanderley, da 14ª Distrital de Satuba, revelou na manhã desta sexta-feira (24) detalhes sobre a morte de Remerson da Silva Araújo, de 32 anos, que teve o corpo queimado pela madrugada naquela cidade. Ele chegou a ser socorrido, mas morreu no Hospital Geral do Estado (HGE).

A suspeita do crime é a namorada dele, que foi presa por militares e autuada na Central de Flagrantes 1, na Avenida Fernandes Lima, bairro do Pinheiro.

O crime aconteceu na casa da mulher. Ela alega que Remerson teria estuprado uma irmã dela, e que teria cometido o assassinato por vingança.

O delegado, no entanto, diz que essa versão teria sido inventada para justificar a ação criminosa, e que a própria mãe da acusada afirma que o estupro não aconteceu.

Para atear fogo no namorado, a mulher usou dois litros de álcool que teria comprado anteriormente.

Manoel Wanderley informou ainda que a mulher já responde por uma tentativa de homicídio contra outro homem – José Cícero dos Santos-, ocorrida no bairro Santos Dumont, no ano de 2015.

O delegado já instaurou inquérito e levou o material apreendido na casa onde ocorreu o crime para ser periciado pelo Instituto de Criminalística.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados