MPE investiga irregularidades na estrutura do HGE e do Helvio Auto

Quatro inquéritos civis e outros procedimentos administrativos foram instaurados para apurar as denúncias

MPE investiga irregularidades na estrutura do HGE e do Helvio Auto

Quatro inquéritos civis e outros procedimentos administrativos foram instaurados para apurar as denúncias

Por | Edição do dia 9 de março de 2020
Categoria: Maceió, Notícias | Tags: ,,,,,


Ministério-Público-Estadual-de-Alagoas

O Ministério Público do Estado de Alagoas (MPAL) vai apurar mais denúncias de irregularidades com relação à falta de estrutura no atendimento do Hospital Geral do Estado (HGE) e também do Hospital Escola Dr. Helvio Auto. Desta vez, por meio da 26ª Promotoria de Justiça da Capital, quatro inquéritos civis foram instaurados nesta segunda-feira (9) e as duas unidades de saúde devem apresentar explicações.

Segundo consta em sete portarias do Diário Eletrônico do Ministério Público, as irregularidades acontecem nas dependências da Ala A do setor de pediatria do Hospital Geral do Estado Professor Osvaldo Brandão Vilela, setor reservado para pacientes com cardiopatias. Até semana passada, o órgão havia entrado com um pedido de fiscalização após um suposto descarte irregular nos resíduos sólidos nas dependências do Hemoal e HGE.

Ainda nas imediações do Hospital Geral do Estado, as inúmeras denúncias apontam para equipamentos sucateados e a falta de arcos cirúrgicos nos setores reservados para esse tipo de procedimento. Além disso, o órgão pede para que o Conselho Estadual de Saúde de Alagoas (CES/AL) acompanhe as investigações para que seja garantido um serviço de qualidade a população.

As irregularidades também foram constatadas na Casa do Coraçãozinho, unidade destinada para atender crianças com cardiopatias. No Diário consta que haverá um processo administrativo voltado para o acompanhamento da entrega de materiais utilizados pelos pacientes.

No que diz respeito ao Hospital Helvio Auto, a promotora Louise Maria Teixeira da Silva, responsável pela abertura dos inquéritos, afirma que foi instaurado um processo administrativo que deve apurar uma situação de mau funcionamento.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados