MP espanhol inocenta Messi, mas pede prisão de seu pai fraude fiscal

Jorge Horacio Messi, deve ser acusado de fraude e condenado a até um ano e meio de prisão

Por | Edição do dia 7 de outubro de 2015
Categoria: Esportes


Lesionado, Messi não pôde participar dos últimos jogos do Barcelona e nem iniciará as Eliminatórias com a seleção argentina. Em vez disso, o craque tem grandes preocupações nos bastidores. Investigado pelo Ministério Público da Espanha por fraude fiscal, o camisa 10 blaugrana foi a princípio inocentado no processo, mas acompanha os desdobramentos que podem levar seu pai à prisão.

Segundo informações do diário El País, O MP espanhol pediu à Justiça do país que arquive o processo contra o craque, mesmo considerando que ele tenha deixado de pagar quase R$ 18 milhões em impostos. Mas, para o órgão, seu pai,

Lionel Messi em audiência na corte de Gavà, em Barcelona, em 2013

Lionel Messi em audiência na corte de Gavà, em Barcelona, em 2013

.

As investigações apontam que Horacio teria gerenciado empresas fraudulentas com objetivo de mascarar parte das receitas de seu filho e, assim, pagar menos impostos. As atividades teriam ocorrido entre os anos de 2007 e 2009. Já a promotora do caso cobra dele uma multa de aproximadamente R$ 13 milhões, também de acordo com a publicação já citada.

O processo, que tramita no Tribunal de Gavà, na Catalunha, teve o envolvimento de Messi momentaneamente descartado pois, segundo a promotoria, ele não controla seus recebimentos, sendo seu pai o responsável pelos seus contratos e demais detalhes financeiros.

O cerco fiscal não assola apenas o camisa 10 do Barcelona. O brasileiro Neymar também é investigado pela Receita Federal e pelo Ministério Público, mas do Brasil, por irregularidades em sua transferência do Santos para o clube catalão e suspeitas de sonegação de impostos. O camisa 11 inclusive já teve parte de patrimônio bloqueada durante o processo.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados