Motoristas complementares pedem fiscalização dos táxis-lotações em Alagoas

Nesta terça-feira, 22, os motoristas complementares protestam em diversos pontos das estradas em Alagoas

Por Redação | Edição do dia 22 de setembro de 2020
Categoria: Alagoas, Notícias | Tags: ,,


Foto: PRF-AL

Os motoristas de transportes complementares paralisaram as atividades na manhã desta terça-feira, 22, para exigir que os táxis-lotações sejam fiscalizados pelos órgãos responsáveis. Diversas vans e micro-ônibus estão às margens de rodovias do estado para tentar coibir o transporte de passageiros dos táxis-lotações. Ainda hoje, os motoristas complementarem se reunirão em frente ao Tribunal de Justiça de Alagoas (TJAL).

De acordo com o tenente-coronel Eduardo Liziário, comandante do Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv), cerca de 75 vans estão às margens da AL 101 Sul, nas proximidades do Trevo do Polo, sentido Maceió a Marechal Deodoro. No local, diversas guarnições da Polícia Militar (PM) também estão à postos para garantir a ordem do local. Até o momento, o comandante do BPRv afirma que o prostesto está sendo realizado de forma pacífica.

“Os motoristas complementares estão abordando os táxis-lotações para convidar os passageiros a se retirarem do táxi para serem levados ao destino de forma gratuita pelas vans”, informou.

O comandante ainda contou que foi informado de que o objetivo do grupo não é bloquear as estradas do estado. Apesar disso, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou que o KM 87,8 da BR 316, em Santana do Ipanema, está parcialmente fechado pelos condutores dos complementares, mas que os manifestantes estão liberando todos os veículos, menos os clandestinos.

A manifestação de hoje foi marcada após uma votação aprovada pela 2ª Câmara Cível do TJAL, que proíbe que a Agência Reguladora de Serviços Públicos do Estado de Alagoas (Arsal) fiscalize os táxis-lotações, que fazem o mesmo serviço das vans e dos micro-ônibus. Os condutores de vans e micro-ônibus alegam que a fiscalização ficou mais rigorosa para eles, mas foi afrouxada para os táxis-lotações. Eles alegam ainda que essa medida beneficia o transporte clandestino.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados