Bom Dia!, Terça-Feira - 21 de Maio de 2019

 

Mobilização contra os cortes na educação reúne milhares de pessoas em Maceió

Luís Otávio Mendonça - estagiário / 2:00 - 15/05/2019


Este slideshow necessita de JavaScript.

Estudantes, professores e representantes sindicais se reuniram em frente ao Centro Educacional de Pesquisas Aplicadas (Cepa), na Avenida Fernandes Lima, na manhã desta quarta-feira (15), em protesto aos cortes de recursos para a educação anunciados pelo Governo de Jair Bolsonaro. O ato faz parte de uma mobilização nacional em defesa da educação. De acordo com a estimativa da PM, cerca de 3,5 mil pessoas seguiram do CEPA até a Praça dos Martírios, no Centro de Maceió, fechando as duas faixas da Fernandes Lima. A organização do ato estima que cerca de 10 mil pessoas compareceram ao protesto.

Os manifestantes criticam o bloqueio de cerca de 30% do orçamento das instituições de ensino no país, anunciado pelo Ministério da Educação (MEC). A reivindicação é em desacordo as medidas tomadas pelo atual governo em relação a edução pública, principalmente no repasse de verbas para as universidades e institutos federais, e que, segundo as instituições de ensino e profissionais da educação, inviabilizariam a manutenção e realização de pesquisas e pagamento de bolsas de estudos.

A Universidade Federal de Alagoas (Ufal) e Instituto Federal de Alagoas (Ifal) suspenderam as atividades por conta dos protestos. Os atos também ocorrem simultaneamente nos municípios de Arapiraca, Delmiro Gouveia e Palmeira dos Índios, assim como em todo o país.


Comentar usando