Ministro da Integração Nacional vem a Alagoas inaugurar adutora

Inauguração será nesta terça (28), em Pariconha; governo confirmou presença do ministro Helder Barbalho

Ministro da Integração Nacional vem a Alagoas inaugurar adutora

Inauguração será nesta terça (28), em Pariconha; governo confirmou presença do ministro Helder Barbalho

Por | Edição do dia 27 de junho de 2016
Categoria: Alagoas, Notícias | Tags: ,


Helder Barbalho, ministro da Integração Nacional (Foto: EBC)

Helder Barbalho, ministro da Integração Nacional (Foto: EBC)

O Governo de Alagoas inaugura, na próxima terça-feira (28), às 10 horas, a Adutora do Alto Sertão, no município de Pariconha, com a presença do ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho. A obra, executada pela Secretaria de Estado da Infraestrutura (Seinfra), beneficiará 130 mil sertanejos de oito municípios e 40 povoados.

As obras consistem na captação das águas do Canal do Sertão para reforçar o abastecimento nas cidades de Água Branca, Canapi, Delmiro Gouveia, Inhapi, Mata Grande, Olho d’Água do Casado, Pariconha e Piranhas. Para isso, foi necessária a interligação do sistema no km 37 do Canal, além de duas Estações Elevatórias, uma Estação de Tratamento de Água e equipamentos eletromecânicos totalmente novos.

“A adutora trará funcionalidade para o Canal, pois levará água de qualidade para a população. Ele já tem sido muito útil para o pequeno agricultor e transformado a vida de muita gente, mas nossa grande preocupação era a distribuição controlada, com gestão. O novo sistema adutor do Alto Sertão garante isso”, disse a secretária estadual da Infraestrutura, Aparecida Machado.

Com recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), a obra é orçada em R$ 124 milhões, com um sistema totalmente automatizado e novo. Dessa forma, a adutora pretende melhorar a distribuição de água na região e garantir o abastecimento efetivo nos municípios.

A nova adutora também trará economias para o Estado, uma vez que a Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal), responsável pela operação do sistema, passará a captar água do Canal, em vez do Rio São Francisco, minimizando a distância e diminuindo gastos com eletricidade.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados